sábado, 20 julho 2024
FALECIMENTO

Mãe de Pelé morre aos 101 anos em Santos

A matriarca, que estava hospitalizada há oito dias, deixa um legado de amor e fé
Por
Redação
Foto: Reprodução / Instagram @Pele

Dona Celeste Arantes, mãe do lendário jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, faleceu nesta sexta-feira (21) em Santos, aos 101 anos. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas sabe-se que ela estava hospitalizada há oito dias.

Nascida em Três Corações, Minas Gerais, Celeste teve três filhos: Pelé, Jair e a caçula Maria Lúcia, frutos de seu casamento com João Ramos do Nascimento, conhecido como Dondinho, com quem foi casada até 1996, ano de sua morte.

Pelé sempre manteve uma relação muito próxima com a mãe. Em 20 de novembro de 2022, dia em que Dona Celeste completou 100 anos e coincidiu com a abertura da Copa do Mundo do Qatar, Pelé fez uma emocionante homenagem a ela. “Desde criancinha, ela me ensinou o valor do amor e da paz. Eu tenho muito mais de uma centena de motivos para agradecer por ser o seu filho. Compartilho essas fotos com vocês, com muita emoção por celebrar este dia. Obrigado por todos os dias ao seu lado, mãe”, escreveu Pelé nas redes sociais.

Curiosamente, Dona Celeste inicialmente não apoiava a carreira de Pelé como atleta. Seu marido, Dondinho, também foi jogador de futebol, atuando por clubes como Atlético-MG, Hepacaré (SP), Vasco de São Lourenço (MG) e Bauru Atlético Clube. No entanto, a carreira de Dondinho foi interrompida por várias contusões, o que gerou receio em Celeste sobre o futuro de Pelé no esporte.

Em uma ocasião, ela chegou a impedir que Pelé fosse contratado pelo Bangu, do Rio de Janeiro. Foi necessário muito diálogo para convencê-la até que Pelé finalmente ingressasse no Santos, em 1956.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também