Quarta, 17 Agosto 2022

Marido infiel deixa celular no conserto com bilhete escondido: "Me ajuda"

Brasil + Mundoconfusão

Marido infiel deixa celular no conserto com bilhete escondido: "Me ajuda"

O técnico de eletrônicos Zalmir Ferreira encontrou o bilhete e se surpreendeu com o pedido do homem; história viralizou nas redes sociais

(Foto: Reprodução)
O técnico de eletrônicos Zalmir Ferreira encontrou um bilhete escondido dentro de um celular levado para o conserto por um casal, após o aparelho ter caído dentro de um vaso sanitário e ficar inativo, e se surpreendeu com o pedido que estava dentro do aparelho.

"Amigo, por favor, fala que este aparelho não tem mais jeito. Se minha esposa ver o que tem nele, eu perco a casa, o carro, a conta bancária, a amante, a dignidade e as ovelhas da Igreja. Em nome do Pai, me ajuda. Está aí um agrado para você." Junto ao bilhete foi deixado R$ 150 em espécie.

Ferreira compartilhou a história em uma série de vídeos no TikTok, sem identificar os clientes. O primeiro já conta com mais de 6 milhões de visualizações. 

Em outro vídeo, o técnico contou que conseguiu consertar o aparelho, mas que o telefone tinha senha para desbloquear e o marido disse que não lembrava. Segundo Ferreira, a esposa do homem pediu a ele que desse um jeito para desbloquear o aparelho sem apagar os dados e que pagava R$ 400 pelo serviço. 

No terceiro vídeo, Ferreira mostrou ainda um diálogo com o marido da mulher que foi tentar retirar o celular sem autorização dela. O técnico não entregou o aparelho e o homem disse que ia à polícia para resolver a situação. "Eu vou ter que ir na delegacia. Você não quer devolver uma coisa que é minha", falou o marido. Entretanto, o rapaz retornou duas horas depois e pediu desculpas ao profissional. O técnico aproveitou para devolver o dinheiro e a cartinha dele.

Em um último vídeo publicado no Instagram, o técnico de eletrônicos contou o desfecho do caso. De acordo com ele, o casal foi junto buscar o aparelho e pareciam calmos. "Eles foram embora numa boa." Ele não desbloqueou o telefone, apenas fez o seu trabalho de conserto. 

"A minha área é de manutenção e conserto de celular, tablet e notebook. Eu conserto aparelhos, eu não clono, não bloqueio, não desbloqueio. Aqui pedem muito para clonar WhatsApp de marido, de amante, de filho. Eu não faço porque isso é coisa de detetive ou hacker. Eu conserto celular. Seria de má índole da minha parte dizer que não tinha jeito ou [que não tinha] solução. Aí ela vai para outro [técnico de eletrônicos] e o cara diz que tinha jeito, que eu tava mentido", explicou aos seguidores.

Ferreira disse também que, por profissionalismo, não sabe o conteúdo do aparelho.

Via Terra

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/