Domingo, 05 Dezembro 2021

Mineradora dona de parte do ouro roubado em aeroporto espera ressarcimento de valor

Mineradora dona de parte do ouro roubado em aeroporto espera ressarcimento de valor

A investigação da polícia sobre o roubo de 720 quilos de ouro do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, avança agora sobre os donos do material levado. O

A investigação da polícia sobre o roubo de 720 quilos de ouro do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, avança agora sobre os donos do material levado. Ontem (29) os policiais receberam o nome da dona de parte da carga roubada, a Kinross Paracatu, mineradora instalada em Minas.

Segundo a reportagem apurou, os policiais vão ouvir representantes das empresas aéreas que transportariam o material para Estados Unidos e Canadá, a Swiss e Air Canadá. Procurada, a mineradora confirmou ser dona de parte da carga e disse esperar ressarcimento.

"O montante de ouro roubado do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, em 25 de julho de 2019, incluiu o ouro da Kinross, que estava em trânsito para terceiros. A expectativa é que o valor do ouro pertencente à Kinross seja coberto pela seguradora de nosso provedor de transporte. Investigações estão sendo conduzidas pelas autoridades brasileiras a respeito do incidente. Isso é tudo o que podemos confirmar até o momento."

A empresa não quis dizer quem são os terceiros e qual porcentagem do ouro roubado pertencia a ela. Três pessoas já foram presas suspeitas de participação no assalto. Duas delas são funcionárias do aeroporto e a terceira é arrendatária de uma área onde o bando criminoso deixou duas caminhonetes durante a fuga. Ainda não há informações sobre o material roubado e avaliações da própria polícia indicam ser difícil reaver o ouro levado.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 05 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/