Sábado, 13 Agosto 2022

Nome e foto de falso entregador que matou jovem é revelado pela polícia

Brasil + MundoIDENTIDADE REVELADA

Nome e foto de falso entregador que matou jovem é revelado pela polícia

Alex Gabriel de Holanda Peres, de 23 anos, é procurado pelo Deic como suspeito da morte de Renan Silva Loureiro, de 20 anos. O rapaz foi morto num assalto, na segunda (25), na Zona Sul da capital.

O Deic informou que foi até a casa da família de Alex e encontrou uma mochila e um revólver, que passarão por perícia (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal/ Polícia Civil)

A Polícia Civil divulgou para a imprensa a foto e o nome do suspeito de ser o falso entregador que matou Renan Silva Loureiro, de 20 anos, durante assalto na Zona Sul de São Paulo. Até a última atualização desta reportagem, Alex Gabriel de Holanda Peres, de 23 anos, era procurado pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Câmeras de segurança gravaram o momento em que um motociclista usando capacete e uma mochila de um aplicativo de entregas para a moto, aborda Renan e sua namorada e anuncia o roubo. A polícia analisou as imagens de dois vídeos para ajudar na identificação do suspeito.

Nas filmagens, é possível ver Renan se ajoelhando e dizendo "eu não tenho nada" depois que o criminoso dá um tiro para o alto quando o casal tenta fugir do assalto. Em seguida, segundo a polícia, Renan se levanta e reage quando o bandido vai em direção a sua namorada. A família discorda e diz que Renan defendeu a namorada. Ele levou quatro tiros, um deles na cabeça, e morreu no local.

O assaltante fugiu, levando o celular da namorada de Renan, que aparece gritando por "socorro" em um dos vídeos. Ela não foi ferida. A jovem era aguardada nesta quinta-feira (27) na delegacia para tentar reconhecer a foto do suspeito e dar mais informações sobre o crime.

O caso foi registrado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. O Deic informou que foi até a casa da família de Alex e encontrou uma mochila e um revólver, que passarão por perícia. A investigação quer saber se a arma apreendida é a mesma usada para matar Renan.

Ainda segundo a polícia, o suspeito já tem passagens criminais anteriores por porte ilegal de arma.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/