sábado, 22 junho 2024
AUTOSSABOTAGEM E PROCRASTINAÇÃO

Os vilões para quem quer iniciar o ano fazendo exercícios físicos

Correr atrás do prejuízo logo na saída não resolve
Por
Redação
Foto: Shutterstock

Ano novo chegou e com ele o momento de refletir sobre o que foi feito e planejar as metas para 2024. Isso acontece em várias áreas: na vida financeira, no amor e também em relação ao cuidado com o corpo e a saúde: fazer dieta, marcar consultas médicas e praticar exercícios físicos costumam ser algumas das atitudes de início de ano, já que o sedentarismo e a procrastinação muitas vezes andam lado a lado.

Colocar em prática a frase : “Este ano vou entrar na academia” é um desafio para muitos, que têm como principal atividade física levantar o controle remoto da TV ou fazer agachamento apenas para sentar e levantar da poltrona.

Correr atrás do prejuízo logo na saída não resolve. Para quem nunca levantou peso, por exemplo, não adianta entrar em uma academia e colocar uma carga em excesso; quem nunca correu não pode fazer um exercício de explosão, pois, ao invés de ajudar, pode prejudicar a saúde ou até mesmo matar. O professor de Medicina do Esporte e coordenador de Medicina do Centro Universitário São Camilo, Raphael Einsfeld, dá dicas para quem quer iniciar uma rotina de atividades físicas sem traumas e sem riscos.

Segundo ele, existe um pequeno passo para quem quer iniciar o ano de bem com a saúde. “O número mágico é fazer pelo menos 150 minutos por semana das atividades que a pessoa mais gosta, ou seja, aquela que lhe dá mais prazer. Estudos mostram que apenas 20 a 25 de minutos de atividades diárias, durante seis vezes por semana, já comprovam melhoria para a saúde”, explicou Einsfeld.

Entrar em uma academia se não gosta de musculação ou de esteira pode ser um desincentivo. Além de desmotivar, a pessoa pode parar o condicionamento e voltar a ser sedentário. O importante é fazer algo que goste e, assim, possa entrar em seu dia a dia. A pessoa deve começar devagar e aumentar progressivamente o nível e o tempo de exercícios. “Pode começar com 15 minutos, se achar mais conveniente. O importante é aumentar o gasto energético”, disse o professor do Centro Universitário São Camilo. Ele indica o horário da manhã, se possível, para o iniciante se exercitar, como uma forma de evitar a procrastinação.

As 10 dicas do professor Raphael Einsfeld são:

1.Faça algo que goste;
2.Comece devagar;
3.Sinta seu corpo. Ele avisa quanto deve parar.
4.A consistência é melhor do que a intensidade.
5.Não use a falta de dinheiro como desculpa;
6.Crie metas e se recompense;
7.Procure companhia de alguém para fazer exercícios;
8.Encaixe a atividade física em sua rotina;
9.Ao menor sinal de dor ao se exercitar, pare.
10.Escolha um horário que você não arranje uma desculpa para não cumprir depois e pare de se sabotar.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também