quarta-feira, 24 abril 2024

PF já executou 163 operações contra exploração sexual infantil

As ações têm parceria com agências nacionais e internacionais

Por Jaqueline Durões

Foto: Divulgação / PF

A PF (Polícia Federal) deflagrou, de janeiro a maio deste ano, no Brasil, 163 operações de combate a abusos e exploração sexual de crianças e adolescentes. Até o momento, 108 pessoas foram presas, 37 vítimas foram identificadas e 255 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

18 de maio é conhecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, e nessa quinta-feira (18) foram deflagradas oito operações: em Campina Grande e Patos, na Paraíba; São José dos Campos, em São Paulo; Paranaguá e Ponta Grossa, no Paraná; Florianópolis, em Santa Catarina; Porto Velho, Rondônia e Rio de Janeiro.

A PF afirmou em nota que a pornografia infantojuvenil é uma “grave violação dos direitos humanos e causa danos irreparáveis às vítimas”, e que, diante da “sofisticação e do crescimento” desse tipo de crime, criou uma força-tarefa qualificada para identificar crianças que forem vítimas e abusadores, por meio da análise das imagens compartilhadas pela internet.

A Polícia Federal esclarece que há também parcerias com agências nacionais e internacionais, como Interpol e Europol, para o compartilhamento de informações e o estabelecimento de critérios conjuntos, o que torna possível rastrear as origens do material, e identificar os percursos de distribuição e prender os envolvidos em diferentes países.

Ainda em nota a PF destacou; “É importante ressaltar que a atuação da PF no combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes não se restringe apenas à investigação e à repressão dos criminosos. Ela também se preocupa com o resgate e a proteção das vítimas desse tipo de exploração”.

Atenção: Em caso de suspeita, conhecimento ou presenciar violação de direitos contra crianças e adolescentes, denuncie.

Entre em contato no Disque 100 (nacional), no Disque 181 (estadual) ou, em caso de emergência, na Polícia Militar 190 ou na Guarda Municipal 153.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também