Sábado, 13 Agosto 2022

Professora da Unicesumar é sexualmente agredida por aluna de medicina veterinária

Brasil + MundoAgressão sexual

Professora da Unicesumar é sexualmente agredida por aluna de medicina veterinária

Docente ficou em choque, passou mal e foi levada à enfermaria 

(Foto: Reprodução)

Uma estudante do último ano do curso de Medicina Veterinária da Unicesumar, no campus de Maringá, no noroeste do Paraná, foi afastada das atividades acadêmicas após agredir sexualmente uma das professoras do curso, na quinta-feira (28). A docente ficou tão constrangida com o abuso que recebeu, na frente de todo mundo, que chorou até passar mal e precisar de atendimento na enfermaria da universidade. 

Conforme relatos de outros estudantes, tudo aconteceu por causa de um desafio de mau gosto. Uma aluna, que gostava de enfiar o dedo no bumbum dos colegas, foi desafiada a fazer o mesmo com uma professora da instituição. A docente já não é tão jovem e é conhecida por ser uma pessoa recatada.

Quando a jovem cumpriu o desafio, na frente de todos os colegas de turma, a professora ficou em estado de choque, sentou-se em uma mesa e chorou até passar mal.

O assunto repercutiu o dia todo nas redes sociais. Vendo que sua atitude tinha causado um grande problema, a aluna postou uma mensagem no grupo de sua turma da faculdade, no WhatsApp, com um pedido de desculpas. Ela escreveu:

"Eu gostaria de me desculpar com todos da sala, minha atitude foi repugnante e eu não terei palavras pra me expressar. Arrependimento do meu comportamento agora não irá mudar nada do que aconteceu, mas sei que fiz algo que irá implicar na vida de outra pessoa, e me sinto um lixo por isso. Sei o que isso poderá implicar, e estarei disposta a sofrer os danos dos meus péssimos atos. Tenho vergonha do que fiz e espero que algum dia ela possa ficar bem e me perdoar. Mais uma vez desculpa a todos."

A Unicesumar informou, por meio de nota oficial, que abriu uma sindicância para apurar os fatos e impor as devidas sanções disciplinares, independente de outras responsabilizações que a aluna possa sofrer criminalmente. A instituição também informou que prestou todo apoio à professora agredida.

Veja a nota da Unicesumar na íntegra:

"A Unicesumar informa que teve conhecimento de uma ocorrência, na manhã da última quinta-feira (28), no campus de Maringá, onde uma professora teria sido agredida por uma aluna da instituição.

A instituição prestou imediatamente todo o apoio à professora e determinou a imediata abertura de sindicância interna para apuração dos fatos e aplicação das medidas disciplinares, sem prejuízo da eventual responsabilização criminal.

É inadmissível qualquer forma de agressão, principalmente no ambiente acadêmico, onde se preza pela argumentação, tolerância e respeito."

Via R7

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/