Quarta, 17 Agosto 2022

Região de Piracicaba regride à fase vermelha do Plano SP

Região de Piracicaba regride à fase vermelha do Plano SP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou ontem a regressão da região de Piracicaba para a fase vermelha (a mais restritiva) do Plano Sã

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou ontem a regressão da região de Piracicaba para a fase vermelha (a mais restritiva) do Plano São Paulo de enfrentamento à pandemia do coronavírus. A partir da próxima segunda (20), haverá restrição total de atendimento presencial nas atividades não essenciais de comércios e serviços em 26 cidades da área do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Piracicaba.

"Nós temos que evitar a propagação da pandemia e a saturação do sistema de saúde pública. O Plano São Paulo prevê regressões para regiões em que a pandemia tenha se intensificado, o que é o caso de Piracicaba", afirmou o governador. "É muito importante que autoridades locais e a opinião pública dessas regiões compreendam que as medidas são para proteger vidas e a saúde das pessoas", acrescentou Doria.

De acordo com a avaliação semanal de autoridades estaduais e especialistas do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo, a pressão sobre leitos de UTI na região de Piracicaba nos últimos sete dias levou à regressão da fase laranja para a vermelha, de alerta máximo.

Na última quinta (16), a taxa de ocupação de vagas por pacientes em estado grave com Covid-19 atingiu 84,6%.

"Houve também um aumento de internações e de óbitos na região, mas a principal razão desta reclassificação é a ocupação de leitos. Medidas estão sendo tomadas para apoio da região, mas a recomendação agora é a reclassificação extraordinária para garantirmos o controle da pandemia", afirmou a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/