sábado, 20 julho 2024
TRAGÉDIA NO SUL

Sobe para 43 número de vítimas do ciclone no Rio Grande do Sul

De acordo com boletim divulgado neste domingo (10), há ainda 46 pessoas desaparecidas
Por
Isabela Braz
Foto: Divulgação/Governo do Rio Grande do Sul

A Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Sul confirmou por meio de boletim, na manhã deste domingo (10) um aumento no número de mortes por decorrência do ciclone extratropical que atingiu o estado desde o dia 3 de agosto. O número de vítimas fatais subiu para 43.

88 municípios foram afetados, sendo 11 deles com óbitos registrados. A cidade de Muçum, é a que mais registrou vítimas fatais, com 16 óbitos identificados. No boletim, o órgão informou que 46 pessoas ainda se encontram desaparecidas em todo o Estado.

O balanço ainda informa que 3.798 pessoas estão desabrigadas, 11.642 desalojadas e 3.130 foram resgatadas. Num geral, mais de 150 mil pessoas foram afetadas nesta tragédia.

Foto: Cadu Gomes/ Vice Presidência

Visita da presidência

Na manhã deste domingo (10) o presidente em exercício, Geraldo Alckmin (PSB), foi até Canos, no Rio Grande do Sul, junto a 7 ministros para encontrar com o governador Eduardo Leita (PSDB) para visitar cidades atingidas pelas enchentes.

Além do governador, Alckmin e ministros devem se reunir com prefeitos das cidades atingidas. Durante a visita, novas medidas de apoio a tragédia devem ser anunciadas – o repasse de R$800 para as famílias atingidas devem ser pagos a partir desta segunda-feira (11)

Entre os ministros, estão:

• José Múcio, Ministro da Defesa;
• Nísia Trindade, Ministra da Saúde;
• Waldez Góes, Ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional;
• Paulo Teixeira, Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar;
• Paulo Pimenta, Ministro da Secretaria de Comunicação da Presidência da República;
• Wellington Dias, Ministro do Desenvolvimento e Assistência Social;
• Marina Silva, Ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima.

Onde ajudar?

Para ajudar na tragédia, o governo do Estado também criou a conta SOS Rio Grande do Sul, no Banrisul, para receber doações em dinheiro daqueles que quiserem ajudar as vítimas. Foi estabelecida uma chave PIX (CNPJ: 92.958.800/0001-38) que já está disponível para que empresas e pessoas físicas possam repassar qualquer valor de forma segura, em um canal oficial.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também