sábado, 20 abril 2024
CASO MORAES

Suspeitos de agredir Moraes entregam vídeo à PF do momento da confusão; saiba o que tem nas imagens

Segundo advogado da família, ministro chamou suspeitos de ‘bandidos’
Por
Agência Estado
Foto: Reprodução

Roberto Mantovani Filho, Andreia Munarão e Alex Zanatta Bignotto, suspeitos de terem agredido o ministro do Supremo Alexandre de Moraes no aeroporto de Roma no último final de semana, entregaram à Polícia Federal nesta quarta-feira, 19, um vídeo. As imagens, segundo relato do advogado Ralph Tórtima Filho, mostrariam o ministro chamando um dos supostos agressores de “bandido”.

O vídeo teria sido gravado depois do magistrado vir até a família para retirar seu filho da confusão. Quando se aproximou do casal, diz o advogado, Moraes teria tirado uma foto da família Mantovani e dito que a confusão “teria consequências”. De acordo com Tórtima Filho, um dos integrantes da família perguntou três vezes a Moraes: “o senhor está nos ameaçando?” O ministro proferiu a palavra “bandidos”, conforme relato da família.

Os três suspeitos já tiveram seus depoimentos colhidos pela Polícia Federal de Piracicaba. O inquérito corre em Brasília. Bignotto foi ouvido no domingo, 16, de manhã, enquanto Mantovani e Andreia foram ouvidos terça-feira, 18. As oitivas duraram cerca de duas horas e meia. O filho do casal, Giovanni, de 20 anos, também foi ouvido na qualidade de testemunha do caso.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também