domingo, 21 abril 2024

Três membros de facção rival ao PCC são condenados a mais de 132 anos de prisão pelo Júri do TJ

Foto: Ilustração

O Plenário do Júri do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) condenou três integrantes da facção criminosa Cerol Fininho, que se apresenta como rival do PCC (Primeiro Comando da Capital), pela prática de dois homicídios dentro da Penitenciária de Tupi Paulista, no interior de São Paulo, em 2017. A decisão foi emitida nesta quarta-feira (24) e as penas, somadas, ultrapassam 132 anos de prisão em regime fechado.

Eles dividiam a mesma cela com as vítimas e mataram para se firmarem como lideranças entre os demais presos. As duas vítimas foram assassinadas a partir de golpes aplicados com pedaços de vidro. Um dos mortos chegou a ser decapitado, tendo ainda órgãos internos removidos.

A denúncia foi oferecida pelo promotor de Justiça Marcelo Creste, o MPSP (Ministério Público de São Paulo) e contou com a atuação dos também promotores Rodrigo Alves Gonçalves e Leandro Santos Chaves. A sentença reconheceu a presença das qualificadoras de motivo fútil, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também