domingo, 3 março 2024
NO BANCO DOS RÉUS

Trump vira réu após 37 acusações de crime feitas pela Justiça Americana

O ex-presidente se considerou inocente
Por
Isabela Braz
Foto: Jim Rassol/AP

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, virou réu nesta terça-feira (19) após ouvir formalmente as 37 acusações da Justiça Federal Americana que o acusam de ter colocado o país em risco após o acumulo de documentos que detalha segredos militares.

Segundo a agência de notícias Associated Press (AP), o republicano compareceu perante um juiz no tribunal federal de Miami, no Estado da Florida, dias depois de se tornar o primeiro ex-presidente acusado de crimes federais, sendo um marco na história política do país.

É o segundo processo criminal que Trump enfrenta enquanto busca recuperar o poder executivo e o retorno para a Casa Branca – o ex-presidente é o favorito do seu partido a tentar reeleição nas próximas eleições presidenciais.

O político se manteve em silêncio durante a leitura de suas acusações e em sessão com o juiz, se declarou inocente de todas as acusações. Entre elas estão: infração na lei de espionagem, conspiração por obstrução de justiça, adulteração de evidências de grande júri, ocultação de evidências de investigação federal e falsas declarações. A decisão de torná-lo réu havia sido tomada por um grande júri.

A AP ainda afirma que Trump será libertado sem pagar fiança. Ele não terá que entregar seu passaporte ou restringir suas viagens pessoais. A data para julgamento ainda está em discussão entre os promotores e defesa, mas a data prevista para o retorno do político ao tribunal é para 4 de dezembro.

Todo o processo será lento e terão outras fases e audiências até o julgamento final. A defesa de Trump na Justiça já sinalizou que vão pedir para o caso ser derrubado por motivos legais.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também