Domingo, 17 Outubro 2021

Vigia confessa agressão a cadela morta em supermercado

Vigia confessa agressão a cadela morta em supermercado

O segurança do supermercado Carrefour de Osasco (Grande São Paulo) confessou à polícia ter agredido a cadela Manchinha, em 28 de novembro, e disse est
O segurança do supermercado Carrefour de Osasco (Grande São Paulo) confessou à polícia ter agredido a cadela Manchinha, em 28 de novembro, e disse estar arrependido. O animal morreu.

O funcionário prestou depoimento anteontem na Delegacia do Meio Ambiente do município. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, gestão Márcio França (PSB), o acusado de matar a cadela com uma barra de alumínio alegou que recebeu ordens de superiores.

O segurança disse que utilizou a barra para bater no chão, para afugentar a cadela, e só percebeu os ferimentos quando Manchinha voltou ao supermercado com sangramentos.

A Delegacia do Meio Ambiente de Osasco já ouviu mais de 20 pessoas sobre o caso e o inquérito deve ser concluído na próxima semana. O Ministério Público de São Paulo também abriu investigação sobre o ocorrido.

Manchinha morreu devido a um choque hemorrágico, segundo contou à polícia a veterinária da prefeitura que tentou salvá-la. O choque hemorrágico geralmente é causado por traumatismos.

Está marcada para hoje, às 15h, uma manifestação em frente ao supermercado contra os maus-tratos de animais. Pelo Facebook, 11 mil pessoas confirmaram presença no evento.
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 17 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/