Domingo, 26 Junho 2022

Vila Cruzeiro: policiais da PM e PRF entregam fuzis e admitem 10 das 23 mortes em confronto

Brasil + Mundoconfissão

Vila Cruzeiro: policiais da PM e PRF entregam fuzis e admitem 10 das 23 mortes em confronto

Polícia Civil tenta agora montar quebra-cabeças para saber circunstâncias e locais em que outras 13 pessoas, mortas na mesma operação, foram baleadas 

Ação na Vila Cruzeiro é considerada a segunda mais letal da história do Rio de Janeiro (Foto: Spencer Platt/Getty Images)

Nove policiais militares e três policiais rodoviários federais ouvidos na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) apresentaram 12 fuzis e admitiram participação em confrontos, na localidade conhecida como Vacaria, numa região de mata da Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, onde dez pessoas foram mortas. O tiroteio aconteceu no último dia 24, durante uma operação da Polícia Militar (PM) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

Agentes da DHC tentam agora montar uma espécie de quebra-cabeças para saber as circunstâncias em que outras 13 pessoas, mortas na mesma ação, foram baleadas e em que parte da comunidade estavam quando foram atingidas por tiros. 

No total, houve 23 mortes na operação, que está sendo investigada pela Polícia Civil. Na terça-feira, durante a operação, quando o número de óbitos divulgados era de 11, o porta-voz da PM, o tenente-coronel Ivan Blaz, reconheceu que era "provável que outras pessoas pudessem aparecer feridas ou mortas".

Com informações GLOBO.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/