PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Fuvest usará reconhecimento facial de candidatos no vestibular de 2020

No momento em que o estudante faz seu cadastro inicial, insere uma foto sem detalhes ao fundo, destacando o rosto sem usar acessórios

A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) usará o sistema de reconhecimento facial dos candidatos nas duas fases do Vestibular de 2020. O sistema substitui a coleta da impressão digital e aumentará o controle de segurança do exame, além de agilizar a identificação dos candidatos. No momento em que o estudante faz seu cadastro inicial, insere uma foto sem detalhes ao fundo, destacando o rosto sem usar acessórios.

PUBLICIDADE

“Essa imagem é comparada digitalmente com as fotos coletadas pela instituição nos dias de prova por meio de um aplicativo desenvolvido especialmente para a Fundação. Ao final do Concurso Vestibular, os candidatos em fase de matrícula têm todas as suas imagens verificadas por um sofisticado sistema de processamento de dados, que certifica a identidade dos aprovados”, explica a Fuvest.

Além disso, os candidatos contarão com figuras, mapas, gráficos e outras imagens coloridas nas provas das duas fases, para facilitar visualmente o exame para o candidato, proporcionando maior segurança na interpretação de informações. O concurso terá ainda detector de metais, que já existente desde as últimas edições como forma de garantir a segurança dos candidatos e a lisura do exame.

PUBLICIDADE

Para 2020, a Universidade de São Paulo oferece 11.147 vagas em 106 carreiras de graduação. Do total, 8.317 são destinadas à seleção pelo Concurso Vestibular Fuvest 2020, enquanto 2.830 vagas são voltadas para o Sistema de Seleção Unificada, com candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio. Adicionalmente, outras 113 vagas foram reservadas para estudantes brasileiros participantes de competições do conhecimento.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This