Sergio Moro anuncia integrantes da Lava Jato na transição de governo

Futuro ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro (PSL), juiz Sergio Moro foi exonerado ontem da função de juiz federal

Futuro ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro (PSL), juiz Sergio Moro, exonerado ontem da função de juiz federal, anunciou que levou para o gabinete de transição em Brasília integrantes da Polícia Federal que participaram da Operação Lava Jato, em que o magistrado atuou em Curitiba (PR).

A primeira é Erika Marena. Ela trabalhou em investigações que ficaram muito conhecidas, como a do Banestado e a Lava Jato, ambas começaram no Paraná e tiveram a participação de Sergio Moro. Associou, com ajuda de outro delegado, o doleiro Alberto Yousseff ao esquema da Petrobras.

Recentemente, foi criticada na investigação de desvios de dinheiro na Universidade Federal de Santa Catarina. O reitor da UFSC, se matou em um shopping após ser preso temporariamente.

Cotado para ser o diretor-geral da Polícia Federal, o delegado Maurício Valeixo é atualmente superintendente da polícia do Paraná, cargo que ele já havia ocupado entre 2009 e 2011.

Valeixo foi adido em Washington (EUA) entre 2013 e 2015. Conhecido de Moro há mais de dez anos, ele foi também chefe do Combate ao Crime Organizado da PF durante três anos da gestão de Leandro Daiello. O posto é o terceiro da hierarquia da polícia.

Já o delegado Rosaldo Franco atuou na PF por quase 33 anos e chefiou a superintendência do Paraná desde o início da Lava Jato até o ano passado, quando pediu aposentadoria, em dezembro. É pessoa de muita confiança de Moro, com quem trabalhou muito de perto, e foi chefe de Erika Marena.

Pin It on Pinterest

Share This