Ultradireita surpreende em eleição regional

É a primeira vez que um partido de ultradireita entra em um Parlamento regional na Espanha desde a morte do ditador Francisco Franco, em 1975

O partido espanhol de ultradireita Vox entrou no domingo com força no Parlamento regional da Andaluzia, em eleições onde os partidos conservadores quebraram pela hegemonia local do socialismo. É a primeira vez que um partido de ultradireita entra em um Parlamento regional na Espanha desde a morte do ditador Francisco Franco, em 1975.

O resultado é um golpe para o premiê socialista Pedro Sánchez, que desde junho dirige o governo mais minoritário em 40 anos de democracia na Espanha, com 84 dos 350 deputados.

Superando todas as expectativas, que lhe davam um máximo de 5 dos 109 deputados na câmara andaluza, o Vox conquistou 12 cadeiras e 11% dos votos. O partido fez campanha contra os separatistas catalães, a imigração ilegal e o feminismo.

“Chegamos para ficar”, afirmou o candidato do Vox ao governo andaluz, Francisco Serrano, para apoiadores em Sevilha.
A atual presidente andaluza e candidata à reeleição, Susana Díaz, obteve para o Partido Socialista o pior resultado (33 deputados) na região, que governa desde 1982.

Pin It on Pinterest

Share This