segunda-feira, 4 março 2024
EMPREENDEDORISMO

1ª edição do “Jovem Empreendedor” é realizada e premia projetos de estudantes do ensino médio

As propostas apresentadas foram voltadas para a criação de um negócio ou a resolução de um problema por meio de setores como tecnologia, sustentabilidade, comércio, serviços
Por
João Victor Viana
Foto: Miguel Silva / Rede TodoDia

Com o objetivo de descobrir novos talentos e incentivar os estudos, o empreendedorismo e o uso de novas tecnologias para estudantes do ensino médio, a Prefeitura de Americana entregou nesta terça-feira (5), nas dependências do Polivalente, o prêmio “Jovem Empreendedor”.

Parte do plano de governo de Chico Sardelli e idealizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, foram recebidos 36 projetos até o encerramento das inscrições no último dia 21. Puderam participar do concurso estudantes matriculados tanto na rede pública como na rede privada no município.

Segundo o regulamento, os projetos deviam ser voltados para a criação de um negócio ou a resolução de um problema por meio de setores como tecnologia, sustentabilidade, comércio, serviços.

“É a ideia do estímulo ao empreendedorismo. Você pode ter uma profissão formal, mas também desenvolver seu sonho, planejar, trabalhar e conseguir alcançar o objetivo, que é ter o seu negócio próprio”, explicou o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Rafael de Barros.

A seleção dos projetos foi realizada em duas etapas. Na primeira, foi analisada a documentação de todos os trabalhos, com a escolha dos dez mais bem avaliados. Em seguida, os autores das propostas selecionadas fizeram uma apresentação de três minutos. Os três com a melhor avaliação receberam uma placa e um certificado em homenagem ao resultado alcançado .

Inovação, viabilidade, impacto social e econômico foram alguns dos principais critérios utilizados pela banca, que foi composta por: Rafael de Barros, Leandro Zanini (Diretor do Ciesp), Fábio Gerlach (Gerente Regional Piracicaba do Sebrae), Marcelo Fernandes (Presidente da ACIA) e Silmara Azevedo (professora do Polivalente).

O prefeito Chico Sardelli e o vice Odir Demarchi marcaram presença no evento e entregaram as premiações. “Isso é parceira para poder qualificar a nossa juventude e prepará-los para o futuro”, valorizou Sardelli.

PREMIADOS
Os três projetos premiados foram: em terceiro lugar ‘Easy Home’, em segundo ‘Impermeabilização com D-limoneno e isopor’ e o melhor avaliado foi o ‘My down’.

“É uma sensação ótimo de dever cumprido, nos dedicamos o ano inteiro a isso. É muito confortante saber que a gente pode ajudar as crianças e a comunidade com esse projeto”, disse Maria Clara Luchiari, que junto de João Mateus e Eduarda Basso criaram uma plataforma específica de contato e conhecimento entre pais e responsáveis de crianças com síndrome de down.

“É um sentimento de muita gratidão porque ficamos o ano inteiro planejando isso, foram muitas pesquisas e problemas que resolvemos. Pelo projeto ser sustentável a gente fica muito feliz porque além de conquistar o nosso objetivo, podemos ajudar a diminuir os impactos ambientais”, declarou Isabella Jesus, que teve a companhia de Isabela Lapa e Giovana Alves para criar um impermeabilizante de isopor e da substância D-limoneno, que é retirada de frutas cítricas.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também