PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Acia lança uma ‘corrente do bem’

Associação Comercial de Americana cria projeto social que estimula empresários a contribuir com entidades

Com o objetivo de engajar empresários com ações em prol da comunidade, a Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana) lançou ontem o projeto “Acia do Bem”, um programa de responsabilidade social que pretende estimular a aproximação entre os associados e entidades assistenciais, numa espécie de “corrente do bem”.

 

PUBLICIDADE

O anúncio foi feito durante entrevista coletiva de imprensa na sede da entidade, com a presença de empresários voluntários e também do secretário de Ação Social e Desenvolvimento Humano de Americana, Aílton Gonçalves Dias Filho.

 

Para participar do projeto, o empresário interessado deve preencher um termo de adesão e mencionar qual o tipo de trabalho social pretende desenvolver. Um dos fatores indispensáveis é que sejam voltados a entidades idôneas e recomendadas pelos conselhos municipais, cabendo à Acia a validação das informações junto à instituição.

 

PUBLICIDADE

Após essa comprovação, a empresa será certificada com um selo chamado de “Acia do Bem”, que é uma referência pública pelas práticas de responsabilidade social implantadas. O selo poderá ser veiculado em materiais institucionais, sites, embalagens, dentre outras estratégias. Entre as vantagens para os empresários, além do próprio selo de responsabilidade social, está o apoio às instituições na cidade, o networking com empresários socialmente engajados, admiração de clientes, funcionários e fornecedores, e maior visibilidade e credibilidade à marca.

 

Por outro lado, para as entidades, as vantagens incluem a aproximação com empresários, atração de novos apoiadores e voluntários, novo canal de apresentação das necessidades, além da colaboração voluntária qualificada em várias áreas.

 

PUBLICIDADE

No mês passado, o programa foi apresentado aos conselhos de Assistência Social de Americana e também a entidades reconhecidas. Até o momento, 20 entidades já se cadastraram. Até 2019, a meta é atingir pelo menos 120 empresas participantes.

 

“Tanto para os empresários quanto para as entidades, é importante ressaltar que a ajuda pode vir de diferentes formas, e não somente a financeira. Muitas vezes, uma entidade precisa de ajuda para outros setores. Com isso, cada um pode ajudar de acordo com suas capacidades, expandindo essa corrente de ajuda”, diz o coordenador do grupo Acia do Bem, Marcelo Martins. “Nossa missão é conscientizar os empresários da importância deles frente a esse papel social. O selo é apenas o primeiro passo”, completou.

 

O presidente da Acia, Dimas Zulian, disse que a entidade tem o papel de fomentar o bem, sendo um canal importante para estreitar as relações entre as empresas e instituições. “Essa é mais uma ação pioneira da Acia, assim como a Casa do Empresário. Nossa meta é estimular a contribuição do empresariado com causas sociais e voluntariado”, explicou Zulian.

 

COMO ADERIR
O termo de adesão ao projeto está no site da Acia (www.acia.com.br). O programa terá uma fanpage no Facebook, com dados das entidades aptas a receber colaboração e suas necessidades. Isso ajudará no processo de “adoção” dos empresários, facilitando o acesso a áreas em que eles podem contribuir mais.

 

Uma outra alternativa para aderir ao programa é ir ao estande da Acia na 4ª Expodeps (Feira de Serviços e Negócios para Empresas e Empreendedores), dias 17 e 18 de outubro, na Fidam (Feira das Indústrias de Americana), das 14h às 21h.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This