PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ações visam conter cheias no Rio Capivari

Hortolândia anuncia adesão a plano de macrodrenagem elaborado pela Agência PCJ e passa a integrar força-tarefa

A Prefeitura de Hortolândia anunciou que vai assinar nos próximos dias o termo de cooperação com a Agência das Bacias PCJ e integrar a força-tarefa dos municípios da bacia com o objetivo de implementar um plano-diretor de macrodrenagem do Rio Capivari, que anualmente transborda no Verão, alagando cidades e roças.

PUBLICIDADE

A proposta do grupo é diagnosticar as causas das inundações periódicas e executar intervenções a curto, médio, e longo prazos.

A proposta é que, em 20 anos, não existam mais ruas alagadas nas zonas urbanas de cidades como Monte Mor e Capivari, que já tiveram muito prejuízo com as cheias.

PUBLICIDADE

A Secretaria de Governo de Hortolândia informou ao TodoDia que, aderindo ao projeto da macrodrenagem, a cidade mantém o plano de investimentos que, nos últimos cinco anos, construiu três reservatórios, com o objetivo de conter cheias e colaborar com a estabilidade da bacia.

A primeira reunião da agência com representantes dos 15 municípios que integram a bacia aconteceu no dia 4 de agosto do ano passado, quando foi assinado o termo de referência para nortear a elaboração do plano. Foi quando a coordenadora de projetos Elaine Franco de Campos deu a largada à missão de conseguir as adesões.

A elaboração do plano – que implica em 18 meses de levantamentos técnicos – foi orçada R$ 2 milhões.

Os recursos financeiros para a contratação de empresa responsável são da cobrança pelo uso de recursos hídricos, mas a participação das cidades é fundamental, já que elas são responsáveis pelas informações que vão embasar o plano de ações.

Desde o lançamento, o projeto é acompanhado por promotores de Justiça do Gaema (Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente), por técnicos do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), da Câmara Técnica de Saneamento dos Comitês PCJ (CT-SA) e Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).

INVESTIMENTO COMEÇOU HÁ SEIS ANOS

Os investimentos da Prefeitura de Hortolândia no combate às enchentes começaram em 2014.

Desde então, foram construídos os reservatórios Jac-1, Jac-2 e Jac-3. Juntos, os três contam com capacidade para armazenar 2 bilhões de litros d’água.

O projeto inclui a canalização do Ribeirão Jacuba e a regularização do Córrego Santa Clara, com a instalação de um parque linear.

Os reservatórios foram idealizados para conter o volume de água sem transbordar, com a ajuda de barragens, o que evita que ela escoe para a região central.

CHUVA JÁ DEIXOU 50 FAMÍLIAS DESALOJADAS

As chuvas de janeiro afetaram 200 imóveis e deixaram pelo menos 50 famílias fora de casa durante a cheia do Rio Capivari, em Monte Mor.

Moradores do Jardim Progresso tiveram de erguer os móveis em cavaletes para evitar prejuízos maiores, e conseguir abrigo provisório na casa de parentes ou amigos.
A interdição de ruas suspendeu até as linhas do transporte coletivo. A Defesa Civil local prestou assistência às famílias, com a ajuda de bombeiros, guardas municipais, servidores e voluntários.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This