sexta-feira, 12 abril 2024
AMPLIAÇÃO

Americana e cidades da região receberão vacinas contra a dengue em abril

Terceira remessa de doses será ampliada para mais 154 municípios brasileiros
Por
Isabela Braz
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O Ministério da Saúde liberou nesta quinta-feira (28) uma nova nota técnica onde são confirmados os municípios que receberão a terceira remessa de doses da vacinação contra a dengue já no mês de abril. Americana, Campinas, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré foram algumas das cidades contempladas nessa nova etapa de expansão.

O anúncio da ampliação em mais 154 municípios, incluindo a RMC (Região Metropolitana de Campinas), ocorreu nesta quarta-feira (27), durante coletiva. Segundo o Ministério da Saúde, o imunizante será distribuído aos municípios seguindo um ranking estabelecido com base em critérios específicos, como os municípios de grande porte com alta transmissão nos últimos dez anos, com população residente igual ou maior a 100 mil habitantes, levando também em conta altas taxas de transmissão nos últimos meses.

O imunizante é destinado a pessoas de 10 a 14 anos, público que concentra a maior proporção de hospitalização pela doença. O esquema vacinal é composto por duas doses com intervalo de três meses entre elas. O início da vacinação por município será divulgado pelas próprias prefeituras à medida que as doses forem chegando nas cidades.

Remanejamento de doses

Há 668 mil doses próximas do vencimento, previsto para 30 de abril; 523 mil em junho; e 84 mil em julho. Porém, as cidades da RMC não farão parte desse esquema de redistribuição.

O esquema de redistribuição das primeiras remessas da vacina da Dengue, foi, segundo o diretor do DPNI (Departamento do Programa Nacional de Imunização), Eder Gatti, uma forma para não deixar com que essas doses vençam. “Diante disso, o Ministério trouxe uma solução: redistribuir, dentro das unidades federadas, ou seja, dentro dos estados, para municípios que ainda não foram contemplados”, disse.

No estado de São Paulo, apenas a Capital será contemplada pelo remanejamento de doses. Os demais municípios – e a Capital também – receberam novas doses compradas pelo Governo Federal. Essa definição, bem como a ordem de distribuição das doses foram pactuadas foi feita pelo ministério com a participação do CONASS (Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde) e do CONASEMS (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde).

Mais doses

O ministério recebeu nova remessa de doses contra a doença. Ao todo, 930 mil doses serão distribuídas aos 521 municípios, inicialmente selecionados, e aos 154 agora contemplados com a ampliação. “Enviaremos uma parte dessas doses para repor as que foram remanejadas em municípios inicialmente contemplados. Assim, garantiremos a continuidade da vacinação em locais com dose por vencer agora e que vão redistribuir. Nós também vamos garantir doses para aqueles municípios que estão vacinando bem, para que eles continuem a estratégia de vacinação”, disse Eder Gatti.

A pasta reforça que as vacinas são um importante instrumento para frear o avanço da dengue no país. No entanto, diante da pouca oferta de doses por parte da fabricante, o foco segue na eliminação dos criadouros do mosquito.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também