segunda-feira, 24 junho 2024

Americana investiga 4ª morte: dengue ou H1N1

Subiu para quatro o número de mortes investigadas por suspeitas de terem sido causadas por doenças infecciosas em Americana desde o início do ano.

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou ontem o falecimento de uma mulher, de 48 anos, moradora do bairro São Roque. A suspeita é de que ela tenha sido vítima de dengue ou do vírus H1N1.

A data e local da morte não foram divulgados, mas o TODODIA apurou que a vítima chegou a ser atendida em um hospital particular da cidade e enviada para casa.

A mulher faleceu em abril, assim como um idoso de 69 anos, morador do bairro São Domingos, morto no dia 10, e um homem de 43 anos, que morava no bairro Cariobinha e morreu no último dia 14. Nestes dois casos, a prefeitura colheu amostras e aguarda resultados dos exames para esclarecer as causas das mortes.

O primeiro pode ter sido vítima de dengue, febre maculosa ou leptospirose. Já o homem mais novo pode ter contraído estas doenças ou ainda a febre maculosa. Ambos morreram de “febre hemorrágica a esclarecer”.

A Vigilância Epidemiológica aguarda os resultados de exame laboratoriais, feitos no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, para definição.

A vítima mais recente faleceu no dia 1º de maio por suspeita de dengue. Trata-se de um homem, de 79 anos, que morava no bairro Santa Maria.

Americana enfrenta uma epidemia de dengue desde o último dia 10 e está com 1251 casos confirmados da doença, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Outros 491 suspeitas aguardam confirmações.

Os bairros com mais de 30 casos confirmados da doença são Antônio Zanaga, Jardim América II, Jardim da Paz, Nova Carioba, Santa Catarina, São Domingos, São Jerônimo, São Manoel e Vila Santa Maria.

NEBULIZAÇÃO HOJE SERÁ NO CORDENONSI
O PMCD (Programa Municipal de Controle da Dengue) realizar nebulização de inseticida hoje no bairro Cordenonsi, que tem 20 casos confirmados de dengue em Americana. A atividade deverá se estender na segunda-feira (6) para garantir a cobertura da área delimitada, em torno de 60 imóveis.

O trabalho será das 8h às 12h, pela empresa Sime Prag do Brasil, contratada pela prefeitura para o programa. Além da nebulização, uma equipe de agentes estará em frente ao supermercado São Vicente da Vila Galo, das 14h às 20h, realizando ações educativas.

 
 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também