terça-feira, 23 abril 2024

Americana suspende 1ª dose para menores, mas estado contesta

Prefeitura alega que faltam imunizantes Pfizer para 12 a 17 anos, mas governo de São Paulo diz ter enviado vacinas 

PFIZER | Americana diz não ter doses suficientes, mas governo do estado contesta (Foto: Divulgação)

Americana suspendeu a imunização com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 para o público adolescente. Segundo a prefeitura, não chegaram os imunizantes da Pfizer destinados ao público de 12 a 17 anos.

De acordo com a Secretaria de Saúde da cidade, cerca de cinco mil menores de idade ainda precisam ser vacinadas nesta faixa etária.

Mas a Secretaria de Estado da Saúde contestou o município ao informar ontem que a cidade recebeu, sim, doses suficientes para contemplar também este público.

Americana anunciou a chegada de 16.870 doses de vacinas na quinta-feira (23) – sendo 2.820 da AstraZeneca, 2.710 da CoronaVac e 11.340 da Pfizer (único imunizante aprovado para aplicação nos adolescentes).

A Secretaria de Saúde de Americana informou que há quantitativo suficiente para o adiantamento de 12 para 8 semanas do intervalo das doses de quem teve a primeira imunização com a Pfizer – numa projeção de 9,8 mil pessoas até o dia 2 de outubro.

A Secretaria de Estado da Saúde informou que o último lote entregue em Americana inclui “11,3 mil da Pfizer para continuidade da campanha de imunização dos públicos vigentes, que se somam às 12,5 mil doses já recebidas anteriormente para vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Dados reportados pelo próprio município na plataforma VaciVida mostram um ‘saldo’ de 10,6 mil doses ainda a serem aplicadas, uma vez que foram recebidas 331,6 mil e aplicadas 321 mil”.

O órgão estadual esclareceu que envia doses suficientes em quantidade idêntica para aplicação de primeira e segunda doses nos públicos-alvo e em tempo oportuno para a vacinação, de acordo com o cronograma estabelecido no Programa Estadual de Imunização, e conforme recebe novas remessas do Ministério da Saúde.

“A execução da campanha, com organização e distribuição de quantitativos na rede de saúde, bem como aplicação das doses na população, é responsabilidade dos municípios. O número de vacinados em SP está disponível publicamente em https://vacinaja.sp.gov.br/vacinometro/”, finalizou o órgão estadual.

AMERICANA CONTESTA
Americana rebateu, informando que a Secretaria Estadual de Saúde “está considerando o saldo total de vacinas, porém, o adolescente só pode receber Pfizer”.

Conforme a Secretaria de Saúde local, não existe saldo de 10 mil doses, por fatores como as vacinas do dia que ainda serão lançadas no sistema, as perdas técnicas, desvios de qualidade de frascos e pendências de digitação, situações “que o Estado não considera nesse balanço”.

A Vigilância Epidemiológica reafirmou que não possui mais doses para a primeira aplicação em adolescentes e que quantidade para primeira dose recebida na quinta-feira refere-se à CoronaVac, específica para pessoas com 18 anos ou mais.

“A Secretaria Estadual de Saúde está considerando o saldo total de vacinas, porém, o adolescente só pode receber Pfizer”, salientou.

Em relação à projeção de demanda de adolescentes, o município explicou que “de acordo com o IBGE (2020), há no município 20.858 adolescentes. A Secretaria Estadual da Saúde repassou até agora 15.096 doses, portanto, há ainda um saldo de 5.762 doses faltantes, que o município ainda espera receber para completar a cobertura desse público-alvo”.

Ainda não há prazo definido para solução da situação. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também