domingo, 21 abril 2024

Empreendedores estão otimistas com venda de ovos de Páscoa em Americana

Previsão de quem trabalha no ramo é que saída de produtos aumentará este ano após queda nos números da pandemia

Ovos de páscoa | Movimento deve crescer, dizem revendedores e produtores (Foto: Arquivo/ TodoDia Imagem)

Vendedores de ovos de Páscoa estão otimistas com vendas em 2022 em Americana. Comerciantes ouvidos pela reportagem relataram que as vendas superam metas de 2021 já em duas semanas antes da Páscoa, que acontece no dia 17 de abril neste ano.

A redução dos efeitos da pandemia, depois do avanço da vacinação da população, promete aumento de vendas em comparação aos dois anos anteriores, de acordo com economistas.

As vendas no comércio da RMC (Região Metropolitana de Campinas) têm projeção de 8% de aumento, conforme dados informados pela Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas).

O faturamento das vendas, que foi R$ 278 milhões em 2021 na RMC, está previsto para R$ 300,2 milhões em 2022.

Segundo a associação, a previsão do faturamento das vendas digitais em comparação ao ano passado deve aumentar em 20%.

“Ano passado foi mais fraco, esse ano está bem melhor”, disse Yasmim Lima de Falco, comerciante de ovos de Páscoa artesanais em Americana.
A vendedora contou que passou a vender os ovos na Páscoa de 2021, depois do nascimento da filha durante a pandemia, e que já superou a meta em 2022 em comparação ao ano anterior.

A comerciante espera vender 200 ovos de Páscoa neste ano e já vendeu mais de 100, ou seja, metade da sua meta. “A maioria pede mais de um”, falou.

O ticket médio (indicador de desempenho que informa o valor médio de vendas por cliente) tem previsão de 4,55% de aumento em relação a 2021 na RMC, de acordo com a Acic. O valor deve passar da média de R$ 110,00 por cliente obtido em 2021 para R$ 115,00 em 2022.

Yasmim também informou que seus clientes passaram a encomendar mais ovos, mas economizar com opções mais baratas. “Faço ovo trufado e os de colher. De colher é mais caro. Os que mais vendi são os trufados”, pontuou. “A pessoas preferem comprar dois ovos menores e mais em conta do que um grande e mais caro. Pra loja eu montei kits com mini ovos de colher, aí fiz com quatro unidades e duas unidades. Os com duas unidades venderam muito mais”, contou. A diferença dos preços dos ovos de 50 gramas dos dois kits é de R$ 12,00.

As vendas previstas na Páscoa de 2022 representam uma redução de 43,7% em comparação com o período de pré-pandemia, em 2019, de acordo com a Acic.

A associação informou que a projeção da comercialização de ovos de Páscoa e chocolates também é menor em 6,50% em relação a 2019, o que significa uma redução de 202 toneladas.

Rose Reami, comerciante de ovos de Páscoa artesanais também em Americana, conta que sua meta é produzir de 50 a 60 quilos de ovos em 2022, quantia que não inclui os outros doces que vende na data comemorativa.

“Em relação à Páscoa do ano passado estou com muito mais expectativa. Ano passado os clientes deixaram para fazer seus pedidos bem na semana da Páscoa”, disse. Rose contou que fez 30 quilos de chocolate em 2021, cerca de metade da meta para este ano. “Ano passado trabalhei pouco com a Páscoa por causa de outros trabalhos como bolos e docinhos”, informou.

O economista Laerte Martins, da Acic, explica que, durante a Páscoa de 2021, acontecia a “Fase Emergencial” das regras sanitárias, devido à segunda onda da Covid-19, que criou restrições às vendas, tanto dos produtos essenciais quanto dos não essenciais, no caso dos produtos do varejo. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também