sábado, 15 junho 2024

Segurança nas escolas: o que tem sido feito para evitar novos ataques

Prefeitura de Americana informa que Guarda Municipal e a Secretaria de Educação estão em constante diálogo para garantir a segurança das crianças que frequentam as escolas da rede municipal

Menos de duas semanas após o ataque à Escola Estadual Thomázia Montoro, que matou uma professora e feriu cinco pessoas, outro caso trágico aconteceu. Na manhã desta quarta-feira (5), uma creche foi invadida por um homem armado com uma machadinha, onde quatro crianças morreram e outras cinco ficaram feridas, em Blumenau (SC).

Segundo pesquisadores, o número de ataques em escolas no Brasil já é maior que o total registrado nos 20 anos anteriores. Apenas no início deste ano, foram quatro casos alarmantes: o ataque realizado em uma escola de Monte Mor (SP), no dia 13 de fevereiro; o ataque na E.E Thomázia Montoro, no dia 27 de março, o ataque a faca em uma escola do Rio de Janeiro, dia 28 de março, e agora o atentado à creche. Os prints foram disponibilizados à Polícia Civil e o suposto ataque foi comunicado ao CEPOL (Centro de Comunicações e Operações da Polícia Civil).

Os crimes despertam preocupação e reflexões sobre a importância da segurança nas escolas; para entender o que tem sido feito para evitar novas invasões e possíveis medidas, a reportagem do TODODIA conversou com o Tenente-Coronel Adriano Daniel, comandante do 19º BPMI (Batalhão da Polícia Militar do Interior), que comentou sobre as ações da Polícia Militar para prevenir e evitar esses tipos de ataques em Americana e região. Ele alerta também para o perigo do compartilhamento de cenas de massacres a fim de evitar o chamado ‘efeito contagio’.

“Estamos passando por um momento delicado. Aconteceu um caso muito grave na cidade de São Paulo, que infelizmente uma professora veio a perder a vida da mão de um estudante. Nós temos de estar em alerta com relação ao efeito psicológico que isso traz que é o chamado ‘efeito contágio’. Diante dessas imagens violentas que foram compartilhadas, isso fomentou aquelas pessoas propensas a praticar os crimes. Então fica um alerta: nós temos de evitar o compartilhamento dessas imagens violentas”, disse o comandante.

A Prefeitura de Americana informa que Guarda Municipal e a Secretaria de Educação estão em constante diálogo para garantir a segurança das crianças que frequentam as escolas da rede municipal.

“Exemplo disso é o recém-lançado programa Escola Segura, ação inédita da Educação em parceria com a Gama, que prevê a instalação de câmeras de monitoramento em todas as unidades, além de sensores de movimento e o botão do pânico para permitir uma resposta rápida da Guarda em caso de ocorrências”. A Administração também comentou que a Gama realiza patrulhamento preventivo nas escolas da cidade de Americana através de viaturas setorizadas.

“A Guarda também realiza um trabalho nas escolas voltado a palestras e ações envolvendo o Canil e o Idmas, com o objetivo de aproximar cada vez mais os alunos e a comunidade do trabalho da corporação”, informou a prefeitura. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também