quarta-feira, 24 julho 2024

Aumenta número de casamentos em Americana e Santa Bárbara d’Oeste

Vacinação da população reflete na elevação do índice de matrimônio, segundo associação  

Matrimônio | Cresce número de casamentos na região (Foto: Arquivo/ TodoDia)

O número de casamentos realizados em Santa Bárbara d’Oeste entre janeiro e outubro deste ano cresceu 26% na comparação com o mesmo período do ano passado. O índice é maior do que os 19,57% de crescimento no número de matrimônios em todo o estado de São Paulo nos dez primeiros meses de 2021. Americana também apresentou alta nas uniões neste ano, mas um pouco menor do que a cidade vizinha: 13%.

Os dados são da ArpenSP (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo).

Santa Bárbara viu o número de casamentos passar de 763 nos dez primeiros meses de 2020 para 962 no mesmo período deste ano. Em Americana, o salto foi de 819 uniões civis de janeiro a outubro de 2020 para 926 no mesmo período de 2021.

De acordo com a associação, o crescimento do número de celebrações civis é reflexo do avanço do enfrentamento à Covid-19.

“Chegando ao número de 70% da população de São Paulo vacinada, os cidadãos se sentem mais seguros para retomar os atos essenciais de sua vida, sendo que o casamento é um dos sonhos mais esperados e aguardados por todos”, explica o presidente da Arpen, Luis Carlos Vendramin Junior.

EVOLUÇÃO
Os números confirmam. Em Santa Bárbara d’Oeste, o ano de 2020 começou com 113 casamentos celebrados em janeiro, número que caiu para 51 em abril, logo depois do início da pandemia e da adoção de protocolos de segurança e medidas de restrição à circulação de pessoas e aos eventos. Em junho de 2020, a cidade chegou a registrar apenas 14 matrimônios.

Em outubro foram 110 matrimônios, totalizando 763 nos dez primeiros meses do ano passado.

Em 2021, o mês com o menor número de celebrações foi maio, com 77. No mês passado, Santa Bárbara realizou 134 uniões civis, totalizando 962 casamentos desde o início do ano.

Americana seguiu ritmo parecido. Começou 2020 com 105 celebrações em janeiro, número que caiu para 14 em abril.

Até outubro do ano passado, foram registradas 819 uniões civis na cidade.

Neste ano, o mês com menor número de celebrações também foi abril, mas com 70 casamentos realizados, enquanto outubro apresentou o maior número – 122. Entre janeiro e o mês passado foram 926 matrimônios consumados na cidade, totalizando 13% de aumento.

Em todo o estado de São Paulo foram realizadas 181.954 celebrações civis nos dez primeiros meses deste ano, frente a 152.178 matrimônios realizados no mesmo período de 2020.

Mesmo diante da diminuição dos casos em São Paulo, os protocolos de segurança sanitária para as celebrações seguem mantidos nos cartórios, como o limite de pessoas na cerimônia, o distanciamento, a exigência de máscara e distribuição de álcool em gel, medidas que também fazem com que os noivos se sintam mais seguros para retomar os planos adiados por causa da pandemia.

A expectativa é que o número de uniões aumente ainda mais em dezembro, tradicionalmente o mês em que é realizado o maior número de casamentos no país. 

Uniões homoafetivas crescem 25% no estado
Entre os casamentos homoafetivos, o total realizado de janeiro a outubro de 2021 foi 61,5% menor em Americana, passando de 13 em 2020 para cinco neste ano. Já em Santa Bárbara o número de uniões entre pessoas do mesmo sexo dobrou, passando de 7 nos dez primeiros meses do ano passado, para 14 no mesmo período deste ano. Em todo o estado já foram realizadas 2.851 celebrações homoafetivas em 2021, enquanto nos primeiros dez meses de 2020 este número foi de 2.271, aumento de 25,5%.

Para realizar o casamento civil é necessário que os noivos, acompanhados de duas testemunhas (maiores de 18 anos), compareçam ao Cartório de Registro Civil com pelo menos 30 dias de antecedência para dar entrada na habilitação do casamento. Devem estar de posse da Certidão de Nascimento (se solteiros), de Casamento com averbação do divórcio (para os divorciados), de casamento averbada ou de óbito do cônjuge (para os viúvos), além de documento de identidade e comprovante de residência. O valor do casamento é tabelado em cada Estado da Federação, podendo variar de acordo com a escolha dos noivos.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também