domingo, 26 maio 2024

40 alunos da rede municipal de Campinas, que são cegos ou com baixa visão ganham óculos de “visão artificial”

 O investimento foi de R$ 1,2 milhão na aquisição de 81 aparelhos

Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Campinas

No Brasil 6,5 milhões apresentam deficiência visual grave, sendo que 506 mil têm perda total da visão (0,3% da população) e 6 milhões, grande dificuldade para enxergar (3,2%).

Na tarde desta sexta-feira (17) a rede municipal de ensino de Campinas, receberam óculos com um dispositivo digital, que escaneia, em tempo real, e “traduz” por meio de voz, ambientes, objetos, textos e identifica pessoas.

O prefeito Dário Saadi entregou alguns equipamentos com a nova tecnologia aos alunos da Educação Especial matriculados na rede municipal de ensino.

Muito feliz o Júlio César de Castro Soares, aluno de 9 anos disse: “Não dá para explicar o que estou sentindo”, ele é aluno da Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Emílio Miotti, no Jardim Santa Lúcia. Ele tem baixa visão. A mãe de Júlio, Jaqueline Raquel Soares Pessoa disse emocionada: “Meu filho vai ter mais independência”.

Tal como Júlio, outros 39 estudantes vão receber os óculos, que permitirão ter uma “visão artificial”. “A proposta é oferecer ao aluno todas as ferramentas que possibilitem a absorção do conhecimento”, comentou José Tadeu Jorge, secretário de Educação.

Os óculos serão disponibilizados aos alunos para que eles usem tanto na escola quanto em casa, por meio de empréstimo.

A novo instrumento de inclusão também estará disponível nas 28 salas de recursos da rede municipal e nos órgãos administrativos da Secretaria Municipal de Educação, que fazem atendimento público.

“Essa é uma ação extremamente inclusiva. O poder público tem de ter essa sensibilidade e oferecer estrutura para a aprendizagem e de inclusão”, comentou o prefeito.

Tanto os estudantes quanto os pais e familiares vão receber um curso para o uso dos óculos. Contudo, não há muito segredo na utilização dos óculos. Para liga-lo, basta dar dois toques no dispositivo. Em seguida, ele começa a fazer a leitura dos ambientes, livros, telas e assim continuamente. 

Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal de Campinas

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também