terça-feira, 25 junho 2024

Campinas inicia em junho sepultamento de pets em cemitérios; entenda como vai funcionar

Moradores vão poder enterrar seus cães, gatos, aves, pequenos roedores e até répteis de estimação 

Foto: SETEC

A SETEC (Serviços Técnicos Gerais) de Campinas, responsável pelos serviços nos cemitérios municipais, prevê iniciar a operação de sepultamentos de pets nos jazigos das famílias a partir de junho.

Os moradores vão poder enterrar seus cães, gatos, aves e até pequenos roedores e répteis de estimação. O projeto era esperado para o início deste ano, mas um estudo foi necessário para avaliar desde o custo do procedimento até o tamanho dos bichos.

O prazo foi informado pela autarquia durante consulta pública no fim do ano passado, que obteve apoio popular de 87%. A metrópole ainda não possui uma legislação a respeito, mas a capital paulista e municípios do interior, como Matão (SP), e outros estados já permitem esse tipo de ação.

A lei vai ser votada na Câmara Municipal após elaboração que envolve análise de preço a ser cobrado das famílias, tipo de urna para animais, porte máximo dos pets e um panorama ambiental.

Confira o cronograma definido pela SETEC:
– Março: confecção do projeto de lei e encaminhamento à Câmara, assim como a abertura da licitação para compra das urnas.
– Abril: votação e sanção (se aprovada).
– Maio: final do processo de licitação e, em seguida, a aquisição das urnas mortuárias.
– Até junho: início do serviço.
O serviço deve ser implementado nos três cemitérios municipais: Saudade, Nossa Senhora da Conceição (Amarais) e Sousas.

De acordo com a Setec, o impacto ambiental é mínimo e bem inferior ao do corpo humano, utilizando recipientes para neutralizar o impacto, além dos jazigos já possuírem condições ideais para sepultamentos. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também