quarta-feira, 28 fevereiro 2024
ECONOMIA ENFRAQUECIDA

Casos de empresas inadimplentes crescem nos municípios da região

Em 2023, o maior número de casos em empresa inadimplentes foi registrado em Campinas
Por
Isabela Braz
Foto: Reprodução

Quase todas as cidades da região de cobertura do TODODIA – com exceção de Nova Odessa – encerraram maio com crescimento de empresas inadimplentes em 2023.

Segundo dados da Serasa Experian, Campinas foi a cidade com maior registro de empresas com “nome sujo” no mês de maio em comparação a janeiro deste ano, com 48.760 empresas no negativo em janeiro, a empresa teve durante os outros meses do ano, a adição de mais 868 empresas com despesas em suas obrigações fiscais – chegando a 49.628 empresas inadimplentes.

Nova Odessa foi a única cidade que conseguiu ter um número de empresas inadimplentes menor do que registrado em janeiro. Em janeiro, o município registrou um total de 2.483 e em março, o número caiu para 2.465, registrando 18 empresas a menos.

Já em um comparativo anual, ou seja, de maio de 2022 à maio de 2023, todos os municípios registraram aumento de empresas inadimplentes. Sendo a maior delas, Hortolândia, com crescimento de 733 casos em comparação de um mês a outro.

Em um ano, a cidade que menos teve aumento de empresas foi Monte Mor. Em Maio de 2022, o município contabilizou 1.713 e em 2023, no mesmo mês 1.808.

Especialista em recuperação empresarial, o advogado Felipe Granito, do GBA Advogados Associados, explica que as empresas renegociadas em 2020, em razão da pandemia, estão sendo cobradas agora, o que acaba enforcando as empresas. “Além disso, temos a alta da Selic, que está em 13,75%, o que afeta diretamente a dívida das empresas com os bancos”, complementa.

Felipe Granito explica que a reestruturação das empresas e a renegociação com bancos e fornecedores é um caminho que tem salvado muitos negócios. “A busca por essa demanda cresceu nos últimos três anos, e temos tido resultados expressivos, com uma média de desconto nessas negociações superiores a 80%”, afirma o advogado, que já atendeu, desde a pandemia, mais de 100 empresas de Campinas e região.

Confira os dados por município de Americana, Campinas, Hortolândia, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré.

COMPARATIVO DE 2023 – JANEIRO À MAIO

CIDADESJANEIRO DE 2023MAIO DE 2023CRESCIMENTO
AMERICANA9.94110.121180
CAMPINAS48.76049.628868
HORTOLÂNDIA9.7169.959243
MONTE MOR1.7921.80816
NOVA ODESSA2.4832.465-18 (em queda)
PAULÍNIA4.0874.13649
SANTA BÁRBARA D’OESTE5.9766.05377
SUMARÉ10.38710.832445
Fonte: Serasa Experian

COMPARATIVO DE 1 ANO – MAIO DE 2022 A MAIO DE 2023

CIDADESMAIO DE 2022MAIO DE 2023CRESCIMENTO
AMERICANA9.82810.121293
CAMPINAS49.11649.628512
HORTOLÂNDIA9.2269.959733
MONTE MOR1.7131.80895
NOVA ODESSA2.2072.465258
PAULÍNIA4.0354.136101
SANTA BÁRBARA D’OESTE5.6556.053398
SUMARÉ10.25110.832581
Fonte: Serasa Experian
Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também