Sexta, 19 Agosto 2022

Com aumento previsto hoje, tarifa de pedágio é ‘congelada’

CidadesRegião

Com aumento previsto hoje, tarifa de pedágio é ‘congelada’

Praças de Nova Odessa e Sumaré terão valores mantidos a R$ 9,30

PEDÁGIOS | Praças de pedágio da região seguem cobrando mesmo valor: R$ 9,30 (Foto: Arquivo/ TodoDia Imagem)

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (30) que os valores dos pedágios de Nova Odessa, na Rodovia Anhanguera (SP-330), e de Sumaré, na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348), estão congelados e serão mantidos a R$ 9,30. O reajuste ocorre todo ano a partir de 1º de julho e estava previsto o aumento para R$ 10,40, mas a nova medida não será sentida nos bolsos dos motoristas nas praças da região neste ano.

A decisão ocorre por causa do atual momento econômico, com a alta desenfreada dos preços de produtos, em especial, dos combustíveis. A atualização seria de 10,72% (IGPM) a 11,73% (IPCA) para perdas inflacionárias ocorridas nos últimos 12 meses, de junho de 2021 a maio deste ano.

"Anunciei há pouco que não haverá reajuste de pedágio nas rodovias paulistas. Diante da alta desenfreada dos preços, principalmente dos combustíveis, é impensável onerar o bolso dos paulistas", declarou o governador de São Paulo Rodrigo Garcia (PSDB).

Além disso, a SLT (Secretaria de Logística e Transportes) e a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) foram encarregadas de criar uma nova política estadual para as rodovias concessionadas paulistas a fim de buscar soluções que não prejudiquem a população e os setores que dependem do transporte pelas rodovias, e não inviabilize os contratos assinados com as concessionárias, de acordo com o Estado.

"Preocupado com o cenário econômico nacional ruim, que prejudica tanto nossa população, o Governo de SP tomou esta decisão. Mas vale lembrar que o Governo de SP não descumpre contrato e vai dialogar com todos os setores envolvidos, inclusive as concessionárias e não onerar ainda mais o orçamento estadual", disse João Octaviano Machado Neto, secretário estadual de Logística e Transportes.

O reajuste anual das tarifas de pedágio está previsto nos contratos licitatórios com as 18 concessionárias responsáveis pelas estradas estaduais e os valores seriam reajustados no dia 1º de julho. Em contrapartida, o Governo criou um grupo para discutir formas de compensação com as concessionárias e evitar as quebras de contratos.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/