Sábado, 16 Outubro 2021

Comércio espera o frio para aquecer as vendas

Comércio espera o frio para aquecer as vendas

Parece que o inverno não chegou. Pelo menos até ontem (3), quando foram registrados dias quentes na estação que tradicionalmente seria de dias com tem

Parece que o inverno não chegou. Pelo menos até ontem (3), quando foram registrados dias quentes na estação que tradicionalmente seria de dias com temperaturas mais baixas. Para esse fim de semana está prevista a chegada de uma frente fria. Essa variação climática acaba afetando as expectativas de vendas do comércio da região para este inverno e, consequentemente, frustrando um pouco os lojistas que esperavam mais frio para aquecer as vendas. 

Empurradas também pela crise, algumas lojas começaram a anunciar promoções, derrubando os preços de cobertores, blusas, calças, agasalhos, mantas e calçados. São descontos que chegam até 50% dos valores das peças para quem paga à vista. 

Indagada sobre a questão, a Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana) diz acreditar no dinamismo do comércio local e na disposição do consumidor em vivenciar experiências novas de compra, principalmente na troca de estação. "Assim será neste tempo de inverno. Independente do nível e da intensidade ou não das oscilações de temperaturas, há uma expectativa positiva por parte do comércio, especialmente porque estamos às vésperas do Dia dos Pais", afirmou a entidade, que tem como presidente Wagner Ambruster, empossado no cargo na última segunda-feira. 

Em Santa Bárbara d'Oeste, a Acisb (Associação Comercial e Industrial), avalia que o comércio tem vendido razoavelmente em junho em função das festas na cidade e região, mas a frente fria prometida irá ajudar ainda mais o comércio. "Estamos em pleno inverno, mas o frio ainda não veio. Esperamos que a frente fria com otimismo e que a baixa temperatura possa dar uma aquecida nas vendas do nosso comércio, para melhorar ainda mais", opinou o presidente da entidade, João Batista de Paula Rodrigues. 


DESCONTOS 

Em uma grande loja de departamentos do bairro Cidade Nova, as vendas de produtos do setor de inverno caíram 40% nos mês de maio e junho, em comparação com o mesmo período do ano passado. "A gente já esperava essa queda, mas o percentual foi bem maior", explicou a gerente de vendas Estela Sales, lembrando que historicamente a loja sempre apresentou crescimento nas vendas ano a ano. 

Para diminuir os estoques, a loja inicia amanhã (4), descontos de 20% em todas as peças adquiridas no setor de inverno. "Estamos esperançosos que a chegada da frente fria nesta sexta-feira (5) dê uma alavancada nas vendas, mas super otimistas não estamos, porque são quatro ou cinco dias de temperaturas frias", analisou. A gerente disse que, embora a loja venda de tudo, também enfrenta dificuldades. "Como vendemos desde móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, roupas, brinquedos, calçados, um setor compensa o outro, mantendo o equilíbrio, mas quem depende de um segmento específico, tem encontrado dificuldades", avaliou. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 16 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/