sexta-feira, 14 junho 2024
DINHEIRO NO BOLSO

Comércio se prepara para o pagamento 13º

Promoções, descontos, decorações luminosas fazem parte da estratégia de encantamento do cliente
Por
Vanessa Oliveira
Foto: Lorenna Gasparotte / Rede TODODIA

O pagamento do 13º salário deve injetar na economia cerca de R$ 291 bilhões de reais segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEES). Cada trabalhador deve receber, em média, R$ 3.057,00 conforme o estudo.

Mais dinheiro no bolso do consumidor significa mais compras no comércio. E para receber essa demanda de clientes que têm sido cada vez mais exigentes os comerciantes se prepararam com estoques, promoções e decorações. Conversamos com Evandro Barizon, primeiro vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de Americana (ACIA) sobre a importância da entrada desse dinheiro para o comerciante.

Ele conta que essa é uma data que o comércio chama de “safra” onde vão colher o resultado do trabalho feito durante o ano. E que as compras online são uma grande concorrência para as lojas físicas. Os números mostram que as vendas online do primeiro semestre de 2023 somaram um total de R$ 119 bilhões, segundo relatório do NielsenIQ Ebit, o que faz das e-commerces concorrentes importantes dos pontos comerciais.

Para se destacar, as lojas físicas apostam na qualidade do atendimento e na experimentação de produtos como atrativos para o cliente: “O atendimento presencial faz muita diferença. É na loja física que o vendedor vai entender sua necessidade. Você vai poder provar o seu produto vai sair daqui com ele na certeza de que vai usar. Nas compras online não tem essa possibilidade”, afirmou Evandro.

Além do atendimento,l as promoções também são um atrativo para o público. A ACIA colabora com os comerciantes com ações, como a campanha Espetáculo de Prêmios, onde o consumidor que comprar das lojas físicas também concorre a 200 mil reais em prêmios, dentre eles, um carro zero quilômetro. A promoção vai até o final de abril de 2024 e é cumulativa.

Nas ruas,l a expectativa dos trabalhadores também é alta. Os desejos de compras variam, tem eletrodomésticos, como a ajudante hospitalar Maria Aparecida de Melo Buim, 43, que contou querer comprar uma geladeira. Roupas e sapatos, são o desejo da Vitória dos Santos, 19. Há quem pretenda investir em estudos, como promotor de vendas Magdiel Matheus Lopes, 28, que vai fazer um curso. Quem vai pagar conta, como vendedora Daniele Gonçalves, 40, que pretende adiantar algumas contas. E tem quem pretenda fazer diferente, como a vendedora Silvana Rodrigues Cassim, 33, que disse querer presentear as pessoas que mais gosta.

E você, como pretende usar o seu 13º salário? Conta pra gente.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também