PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

DAE flagra onças perto de represa em Santa Bárbara

Três felinos, da espécie Puma concolor, foram captados por câmera especial noturna usada para diagnóstico de espécies

O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Santa Bárbara d’Oeste fotografou na última semana uma fêmea de onça-parda e dois filhotes quase adultos, da espécie Puma concolor (outros nomes comuns são suçuarana e puma), circulando na mata ciliar de uma das represas da cidade.

PUBLICIDADE

As imagens dos felinos, em fotos e vídeos, foram captadas durante a noite por uma câmera do tipo “Trap”, conhecida como “armadilha de vídeo e fotográfica”, que é acionada sempre que algum animal passa em frente ao sensor. A câmera foi adquirida pelo DAE para um trabalho de diagnóstico das espécies que vivem nas matas que compõem o ecossistema desses locais, buscando a preservação ambiental.

“A onça-parda é uma espécie importante para o ecossistema, predador de topo de cadeia, o que pressupõem que o ecossistema existente na região das represas possui estabilidade suficiente para manutenção desse tipo de animal. Isso reforça ainda mais a necessidade de continuidade nas ações de reflorestamento e enriquecimento vegetal que estão em curso, assim como o acompanhamento minucioso dos trabalhos e das interferências na região. Por isso, o registro de espécies como essa por meio de imagens oficiais na cidade é muito importante para a compreensão dos resultados que são obtidos através da preservação dos ecossistemas”, comentou o vice-prefeito e diretor-superintendente do DAE, Rafael Piovezan.

PUBLICIDADE

Ações como o levantamento das espécies de peixes (ictiofauna) nas represas também já estão em andamento. Com isso é possível monitorar a condição ambiental dos reservatórios e as possíveis alterações no ambiente, auxiliando no direcionamento das ações destinadas à melhoria do equilíbrio ecológico local. Serão feitas quatro ações de capturas para diagnóstico das espécies de peixes, contemplando as diferentes estações do ano. Após esse levantamento, caso constatada a necessidade, serão efetuadas ações de repovoamento atendendo aos conceitos de densidade e diversidade para o local.

Paralelamente, o DAE ampliou o leque de análises laboratoriais da qualidade da água, passando a detectar novos parâmetros que permitem aprimorar ainda mais o controle da qualidade. Todas as ações são realizadas em parcerias com técnicos das secretarias de Saúde e Meio Ambiente, além do DAE, promovendo o monitoramento da fauna com levantamento das espécies de aves, répteis e mamíferos.

PUBLICIDADE

Nesse tipo de pesquisa, os profissionais saem munidos de binóculos e máquinas fotográficas para registro das espécies e os levantamentos são feitos por meio de avistamentos, pegadas, rastros e armadilhas automáticas de captura de imagens, que são utilizadas em trilhas de animais previamente identificadas e que registram o deslocamento no período noturno.

Com base nos dados obtidos nesses diversos estudos, Santa Bárbara passará a ter parâmetros para propor, programar e aplicar possíveis medidas com o objetivo de proporcionar a maior proteção ao meio ambiente na região dos mananciais.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This