terça-feira, 28 maio 2024

Doses de reforço potencializam sistema imunológico contra a covid-19

Coordenadora do curso de Enfermagem da Anhanguera explica a importância do esquema vacinal 

Foto: Divulgação / SES-GO

Os resultados de um levantamento realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) indicam a diminuição dos anticorpos contra o coronavírus após seis meses da segunda aplicação da vacina. Com o reforço, a quantidade de anticorpos volta a subir consideravelmente, trazendo melhora nas respostas do sistema imunológico e, consequentemente, diminuição dos riscos de casos graves ou óbitos.

Como explica a coordenadora do curso de Enfermagem da Faculdade Anhanguera, professora Rafaela Saviolli, o organismo perde a memória imunológica contra o vírus com o passar dos meses. “Mesmo para quem já tomou as duas primeiras doses, é necessário atualizar a defesa do corpo no combate de infecções, além de aumentar a barreira contra novas variantes”, afirma a docente.

VACINA BIVALENTE
A vacinação bivalente atualmente disponibilizada no país foi modificada para combater também a variante ômicron e suas subvariantes, predominantes no cenário atual da Covid-19. A vacinação se dá em cinco fases definidas pelo Ministério da Saúde, atingindo grupos prioritários, como idosos, gestantes, pessoas com deficiência, comunidades indígenas e trabalhadores da área da saúde.

É importante que a população esteja atenta aos comunicados de seus municípios para se imunizar em postos de saúde. A proteção fornecida pela vacina faz parte de uma estratégia coletiva para controlar a disseminação do coronavírus e, assim, reduzir os casos de infecção e as chances de óbitos. A pandemia da Covid-19 segue presente e ainda em ponto de transição, destacando a importância da vacinação para superação desse momento difícil. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também