domingo, 14 abril 2024
NEBULIZAÇÃO

Equipes de combate à dengue de Hortolândia passam por quatro bairros

Jardim Amanda, Jardim São Sebastião, Jardim Novo Cambuí e Jardim das Figueiras receberão as equipes.
Por
Ana Flávia Defavari

A Prefeitura de Hortolândia realizará ações contra o Aedes Aegypti em quatro bairros da cidade e pede a moradores que deixe os agentes da Prefeitura de Hortolândia entrarem na sua casa para fazer o combate ao mosquito e que em casos de o morador não estar na residência naquele dia, solicitem a alguém estar presente na casa para liberar a entrada dos agentes.

As equipes da UVZ (Unidade de Vigilância de Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, farão a nebulização no período matutino no Jardim Amanda e uma ação casa a casa nos outros três bairros, Jardim São Sebastião, Jardim Novo Cambuí e Jardim das Figueiras, de atuação dessa fase da ação. As ações estão sendo realizadas semanalmente nas regiões que houve casos positivos de dengue.

Para saber em quais ruas serão realizadas as ações, a UVZ disponibiliza o telefone de contato (19) 3897-3312 ou (19) 3897-5974 à população. A UVZ alerta que em caso de chuva, as ações são canceladas e ressalta que os agentes estão identificados com uniforme e crachá.

A nebulização consiste em um tipo de inseticida espalhado pelo ar para matar os mosquitos adultos e o trabalho dura entre 15 a 20 minutos. Durante a aplicação do produto, o órgão pede aos moradores que permaneçam fora de suas casas e que retornem apenas 15 minutos após o fim da nebulização. De acordo com a UVZ, o inseticida é seguro e não faz mal para as pessoas.

Na ação casa a casa, os agentes da UVZ visitam os imóveis para realizar uma busca ativa e a eliminação de possíveis criadouros de Aedes Aegypti tendo como objetivo eliminar os mosquitos ainda na fase larval. Em casos que são encontrados larvas, os agentes coletam algumas para identificação em laboratório.

Segundo a Unidade de Vigilância de Zoonoses, neste ano foram registrados 403 casos notificados de dengue, dos quais 26 positivos. De Chikungunya são sete casos notificados, que estão em investigação e que ainda não há nenhum registro de Zika.

CUIDADOS
A UVZ reforça a importância de a população seguir os cuidados e orientações para evitar a reprodução do Aedes Aegypti, mantendo tampado tonéis, barris, caixas d’água e piscinas evitando criadouros onde a fêmea do mosquito possa depositar os ovos.

Outro ponto é a manutenção de quintais e áreas externas da casa evitando o acumulo de garrafas PET, embalagens plásticas e pneus velhos que podem acumular água parada reforçando a população sobre o descarte correto desses materiais nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) do município.

A lista dos Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis pode ser consultada no site da prefeitura.

Uma medida importante é também a colocação de telas em ralos e mantê-los limpos, e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda para evitar o acúmulo de água parada. Os moradores devem ter atenção com os bebedouros e recipientes de água dos animais de estimação que também podem servir de criadouro de Aedes Aegypti.

SINTOMAS
Os moradores que apresentarem algum sintoma de Dengue, Chikungunya ou Zika é orientado a procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima para receber atendimento adequado, possibilitando assim também a Secretaria de Saúde a notificar corretamente o caso.

É alertado a população que os sintomas de Dengue, Chikungunya e Zika são parecidos. Entre os principais sintomas Dengue estão dores no corpo, de cabeça e na parte atrás dos olhos, febre, manchas e/ou pontos vermelhos no corpo, náusea e vômito. Já o sintoma principal de Chikungunya são dores nas articulações que persistem durante dias. Os sintomas da Zika são febre, mas não tão elevada, vermelhidão no corpo e nos olhos (neste último sem formação de pus).

Foto: Divulgação
Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também