sábado, 20 julho 2024
LUTO EM AMERICANA E NA MÚSICA BRASILEIRA!

Familiares se despedem de Carvalho e amigo vai lançar documentário

Velório ocorreu no Teatro Municipal de Americana e o sepultamento foi no Cemitério da Saudade
Por
Henrique Fernandes
Foto: Lorenna Gasparotte/Rede TODODIA

Americana e a música brasileira estão de luto. O velório e enterro do produtor, jornalista e radialista americanense, Antônio Carlos Carvalho, foi marcado pelo reconhecimento ao trabalho de Carvalho, levando o nome da cidade para todo Brasil. Carvalho, como era chamado pelos amigos, foi produtor cultural por 50 anos e faleceu de causas naturais aos 78 anos.

Ele lançou a banda Raça Negra e compôs para artistas renomados da musica brasileira. Familiares e amigos se despediram do produtor com uma oração no velório, flores no túmulo e cantaram no enterro, no Cemitério da Saudade, na tarde desta sexta-feira (1º). O produtor Juarez Godoy é amigo de longa data do americanense e começaram a produção de um documentário com as histórias de Carvalho.

“Era o nosso próximo projeto (lançar o documentário). Estávamos trabalhando nisso, pensando em gravar no estilo de Fernando Faro, em formato de ensaio, só o Carvalho falando. Tudo em off, jornalista, imagem só ele aparecendo. Eu queria gravar umas 10 horas com ele, um luz nele e só ele contando as histórias. Além de boa memória que ele tinha. A gente não cansava de ouvir as histórias dele. Cada vez ele vinha com uma nova que ainda não tínhamos ouvido. É maravilhoso”, conta Juarez.

Mesmo faltando mais histórias de Carvalho, Juarez comentou que vai continuar a produção. “Com certeza, queremos dar continuidade ao documentário. Vai faltar uma parte crucial que é uma nova entrevista dele. Vamos coletar o que nós temos e o que tem pela televisão, rádio e jornal. Da maneira que for possível”, detalhou ao TODODIA.

“Não é só isso e o interessante é a história que a gente quer contar”

Carvalho é um patrimônio de Americana e também nacional da música e cultura brasileira. Um produtor extraordinário que lançou nomes de peso na MPB. Um compositor riquíssimo. “Inclusive, muitas músicas dele as pessoas não conhecem”, explica o amigo Juarez.

“É mais do que isso. Esse é o lado mais popular e conhecido, mas tem muitas coisas. Não é só isso. O interessante é a história que a gente quer contar. É mais do que isso. Esse é o lado mais popular e conhecido, mas tem muitas coisas”, diz.

Juarez descreve que Carvalho conheceu o grupo Raça Negra num bar, por acaso, e, com uma sensibilidade incrível, talento e um sexto sentido. “Viu e entendeu que aquilo poderia ser um sucesso e um bom produto musical. Ele produziu o Raça Negra e virou o que virou, ganhando disco de ouro e platina, viajando o mundo com a banda”.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também