domingo, 16 junho 2024
INCLUSÃO

Hortolândia implanta ambulatório para transexual

Pensando nas pessoas trans, que almejam fazer a transição de gênero, a prefeitura apresenta uma unidade que oferece a terapia hormonal
Por
Carla Mendrot
Foto: Divulgação / Hortolândia

A nova unidade fica dentro do CEI (Centro Especializado em Infectologia, o antigo Amdah (Ambulatório Municipal de DST/Aids de Hortolândia)), localizado na avenida Thereza Ana Cecon Breda, 1.115, Vila São Pedro.

O ambulatório utiliza a estrutura já existente do CEI, que compreende dois consultórios médicos, uma sala de atendimento psicológico, uma sala de atendimento de assistência social, uma sala de coleta de exames e uma farmácia.

A cidade de Hortolândia avança mais um passo importante para promover a inclusão de pessoas de diferentes segmentos da sociedade, a prefeitura implantou um ambulatório para atender o público transexual, a nova unidade foi apresentada em uma capacitação ministrada pela Secretaria de Saúde, na Câmara Municipal.

Mais de 70 profissionais participaram das atividades, direcionadas aos colaboradores das Atenções Básica e Especializada, e das redes de Urgência e Emergência do município, aprendendo sobre o fluxo e os protocolos de encaminhamento e atendimento ao público trans no ambulatório. De acordo com a Secretaria de Saúde, o ambulatório oferece o tratamento hormonal, também conhecido como hormonioterapia.

Terapia e identificação
A terapia é um dos procedimentos disponíveis para pessoas trans que queiram fazer a transição de gênero. Pessoa trans é aquela que não se identifica com as características sexuais biológicas de nascença.

O processo de estruturação do ambulatório teve início em agosto do ano passado, em janeiro deste ano a unidade começou a funcionar e desde então 20 pacientes já fazem o acompanhamento.

O psiquiatra Claudio Rocha, integrante da equipe do ambulatório, destaca que a nova unidade representa uma importante conquista para a comunidade trans, que passa a ter acesso a informações e orientações de saúde confiáveis na nova unidade, segundo a Secretaria de Saúde estima que a população trans do município seja em torno de 4.500 pessoas.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também