domingo, 3 março 2024

Polícia investiga denúncia de estupro e violência em clínica de Hortolândia

Segundo a vítima, ela era violentada por pacientes e responsáveis pela clínica de reabilitação 

(Foto: Reprodução)

Uma jovem de 19 anos relata ter sido vítima de estupro e agressão enquanto estava internada na Clínica de Reabilitação Projeto Resgatando Vidas, em Hortolândia. Segunda a denúncia feita nesta terça-feira (16), ela teria sido violentada por pacientes e responsáveis pela clínica.
A vítima afirma que os estupros e as agressões aconteciam todas as noites em seu quarto, que dividia com outras pessoas. Dois dos agressores seriam uma mulher e um pastor, ambos denunciados como proprietários da clínica de reabilitação.

A jovem fugiu da clínica na segunda-feira (15) e procurou o SEAS (Serviço Especializado em Abordagem Social), em que relatou a uma assistente social todos os abusos que havia sofrido. A assistente social acionou a Guarda Municipal de Americana, que encaminhou a vítima para o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, onde foi medicada.

A Polícia Civil solicitou com urgência exame de corpo de delito na vítima para verificar a veracidade das acusações de agressão e estupro.
A vítima foi encaminhada para Casa de Passagem, um abrigo emergencial da cidade.

O TODODIA tentou contato com a Clínica de Reabilitação Projeto Resgatando Vidas e a vítima, mas não houve retorno de ambas. 

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também