PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Inquérito apura morte de consultor em academia de Campinas

Samuel Rodrigues Squarisi morreu depois de inalar de um gás tóxico resultado da mistura de dois tipos de cloro, feita por um funcionário da Hydro Center inadvertidamente

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a morte de Samuel Rodrigues Squarisi, no último sábado, vítima de intoxicação por cloro usado na piscina da Hydro Center, academia de Campinas.

PUBLICIDADE

A informação foi confirmada pela SSP (Secretaria de Segurança Pública). A apuração segue em investigação no 3º (DP) Distrito Policial.

Ontem foi feita uma perícia na local do acidente, mas o resultado ainda não foi concluído. Segundo a SSP, os donos da academia serão convocados para depor. A academia informou que está prestando assistência às vítimas e suas famílias e lamentou a fatalidade.

PUBLICIDADE

O acidente aconteceu na academia, localizada no bairro Guanabara, na noite da última quinta-feira.

O consultor, que estava na piscina no momento do acidente, desmaiou ao entrar no vestiário, após um funcionário do local manipular uma mistura de cloros – normalmente usado de maneira isolada – que teria dado origem a um gás tóxico, inalado involuntariamente por alunos da academia.

PUBLICIDADE

Squarisi foi internado no HC (Hospital das Clínicas) da Unicamp, mas morreu no sábado. Outras duas pessoas seguem internadas.

Uma mulher de 51 anos está no HC da Unicamp, enquanto um homem, de 37, segue no Hospital Vera Cruz, mas detalhes do estado de saúde deles não foram informados pelos hospitais. Outras seis pessoas foram afetadas, mas não precisaram de internação.

 

 

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This