sábado, 22 junho 2024
PERIGO

Ipem-SP alerta os pais do perigo de neocubes vendidos como brinquedos

As bolinhas de imãs coloridas podem causar graves acidentes com crianças
Por
Vitória SIlva
Foto: Divulgação Ipem-SP

O Inmetro resolveu fazer um alerta importante aos pais e responsáveis sobre os perigos dos neocubes, que são produtos vendidos no comércio eletrônico equivocadamente como brinquedo. Isso, depois de circular nas redes sociais histórias de acidentes graves com crianças.

Também conhecida como Bucky Balls, Neo Balls ou Cubo Magnético, as ‘bolinhas de imãs coloridas anti-stress’ são vendidas no mercado online como brinquedos, sem que sejam regulamentadas pelo Inmetro. Ao contrário dos artigos infantis, que devem ter obrigatoriamente o selo de identificação da conformidade e a indicação da faixa etária na embalagem, esses produtos não passam por qualquer controle de segurança para uso por crianças.

“O produto está fora do escopo da Portaria Inmetro (302/2021) e, portanto, não se enquadra como brinquedo. Não só os imãs podem ser soltos, como os produtos possuem partes pequenas e perigosas, sob o risco de ingestão. Daí, um alerta especial a pais e responsáveis, para que não permitam o uso por crianças, principalmente sem supervisão”, alerta o presidente do Inmetro, Márcio André Brito.

Os neocubes são compostos por pequenas esferas coloridas de ímãs de neodímio de, aproximadamente, 5 mm, que juntas formam cubos, dados e outro formatos, com indicação para uso terapêutico. Além disso, são vendidas muitas vezes na parte de brinquedos, trazendo risco às crianças, que podem ingerir ou inalar os componentes, que são pequenos e tem alta força magnética.

“No mercado internacional como Europa, EUA e Austrália, o produto passou por diversos recalls, pois essas bolinhas têm alto poder magnético: quando engolidas podem grudar no intestino, podendo causar obstrução, infecção, perfuração e a morte”, completou.

O Inmetro notificou os comércios eletrônicos, com o objetivo de fazer parar a comercialização destes produtos e similares com menção a um produto infantil e vai aumentar ações de vigilância sobre a venda de produtos e similares no comércio eletrônico

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também