sexta-feira, 12 abril 2024
ANO LETIVO

Material Escolar e os planos orçamentários

Em média, o custo do material escolar para uma criança do 1º ano do Ensino Fundamental gira em torno de $460,00.
Por
Carla Mendrot
Foto: Lorenna Gasparotte / Rede TODODIA

O ano letivo já encerrou, agora chega o momento de fazer os planos orçamentários para o início de 2024. A cada ano, pais e responsáveis questionam o valor dos materiais escolares, e as lojas, por sua vez, praticam o reajuste, que acaba encarecendo o início do ano escolar.

Uniformes, mochilas, lápis, cadernos, estojos. Qual a sugestão para não ter surpresas e nem se assustar com a compra do material escolar?

Regina Couto, Economista orienta a compra antecipada: “se puder comprar agora, é melhor, porque no início do ano letivo fica mais caro. Quanto mais perto do início das aulas, mais caro o material fica. Então para quem tem a lista em mãos, pesquisa e compra o quanto antes”, orienta a economista.

Em média, o custo do material escolar para uma criança que vai cursar o 1º ano do Ensino Fundamental, em uma escola privada, é em torno de $460,00. A Rede Pública de ensino, oferece quase que 100% do material, o município de Nova Odessa, oferece o kit escolar completo aos alunos, com o valor de aproximadamente 540,00 reais por kit/aluno, que é pago integralmente pela prefeitura.

“Igualdade e equidade, todos os alunos da rede pública recebem o kit escolar completo, desde a creche até o 5ºano do Ensino Fundamental I, ou seja, de 6 meses aos 10 anos, quando aí eles se formam e vão para escolas estaduais”, informou José Jorge, secretário de educação de Nova Odessa.

Para quem tem filhos em idade escolar, a ideia é reaproveitar o que está conservado, como faz a Mariana Ponce Cunha. “Em casa temos o hábito de reaproveitar tudo que está em boa qualidade, este ano por exemplo reaproveitamos lancheira, mochila. É importante até para ensiná-las a não ser tão consumistas”, destacou a mãe.

A qualidade do material também deve ser levada em consideração, como sugere Thainy Fernandes de Souza. “Para reaproveitar alguns materiais é importante avaliar a qualidade na hora da compra, minha filha usa a mesma tesoura e apontador desde o pré I, mas o giz de cera e lápis de cor, não dá para aproveitar porque eles usam muito e o giz quebra”, sugeriu a mãe

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também