sábado, 25 maio 2024
DRAMA E APOIO

Pai faz exame para confirmar morte da filha; Prefeitura de SBO vai pagar viagem de avião e traslado do corpo

Arnaldo de Jesus Vieira viajou do estado de Alagoas de ônibus até Santa Bárbara d’Oeste com a missão de levar a filha para os familiares se despedirem
Por
Henrique Fernandes
Foto: Lorenna Gasparotte/Rede TodoDia

“Só vou dormir quando enterrar minha filha”, diz Arnaldo de Jesus Vieira, de 46 anos, pai de Maria Carolina Almeida Vieira, de 26 anos, assassinada pelo ex-namorado no dia 18 de setembro, no Jardim Pérola, em Santa Bárbara d’Oeste, encontrada em estado avançado de decomposição dentro de um bueiro na última quarta-feira (25).

Arnaldo está em um abrigo da Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste após viajar de ônibus por mais de dois dias, vindo da cidade São José da Tapera, no estado de Alagoas. A prefeitura disponibilizou um carro municipal com motorista, além de adiantar que pagará a viagem de volta de avião e o traslado do corpo. O pai realiza exame de sangue na tarde desta segunda-feira (30) para confirmação da morte da filha pelo IML (Instituto Médico Legal) de Americana.

“É difícil um pai de família estar passando por um momento desses. O recado que posso dar é que a Justiça seja feita. Eu não cheguei a conhecer esse cara. Quero agradecer o apoio do pessoal da minha terra que ajudaram com ‘vaquinha’, aqui da delegacia e da Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste”, agradeceu o pai em entrevista ao TodoDia.

Carolina deixou três filhos: Nicolas, de 6 anos, Maria Sofia, de anos 8 e Carlos Isaquiel, de 10 anos, que moram com o avô em Saão José da Tapera. Além de seis irmãos, quatro por parte de pai e dois por parte de mãe. A mãe dela mora no estado de Sergipe, mesmo estado do assassino, mas já está na cidade de São José da Tapera, aguardando a chegada do corpo da filha.

Relembre o caso
Carolina Almeida Vieira, de 26 anos, foi assassinada pelo ex-namorado José Albert Menezes, de 24 anos, no dia 18 de setembro após uma discussão. O corpo da jovem foi encontrado um mês depois em estado de putrefação dentro de um bueiro na esquina da Rua do Chá com a Rua do Couro, no Jardim Pérola, na última quarta-feira, dia 25 de outubro.

Na quinta-feira (26), a autor do feminicídio foi preso pelo 2º DP (Distrito Policial) da Polícia Civil em seu local de trabalho e confessou ter matado a jovem com uma chave de braço, ficando cerca de 3 horas da noite do dia 18 até a madrugada do dia 19 de setembro. Quando foi ao bueiro a 30 metros de sua residência, por volta das 2h, e jogou o corpo da ex-namorada.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também