quarta-feira, 19 junho 2024
MUDANÇAS

Para sanar problemas de lotação, Prefeitura de Santa Bárbara anuncia ampliação dos prontos-socorros “Édison Mano” e “Afonso Ramos”

Prefeitura assegurou contratação de mais médicos e 55 novos funcionários, entre enfermeiros e técnicos, para agilizar os altos números de atendimento – que é maior do que a pior fase da pandemia no município
Por
Isabela Braz
Foto: Divulgação

Em meio a reclamações da população barbarense sobre atrasos no atendimento e superlotação, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste amplia a partir desta terça-feira (11) a capacidade de atendimento nos dois prontos-socorros (PS) do Município, o “Dr. Édison Mano”, na área central, e o “Dr. Afonso Ramos”, na Zona Leste.

Em divulgação realizada pelas redes sociais do prefeito Rafael Piovezan (PL) nesta segunda-feira (10), o prefeito anuncia que, após planejamentos para a resolução do problema, um anexo será implantado em cada PS, assegurando um reforço dos atendimentos por meio de processos de acolhimento e triagem ainda mais qualificados.

Segundo Piovezan, a procura atual é maior do que o pior momento vivido na pandemia da Covid-19, no primeiro semestre de 2022, quando o número de atendimentos nos PSs era de 900 pessoas por dia. Hoje, o atendimento é de 1.300 a 1.500 pessoas por dia, ocasionando a sobrecarga no sistema.

“Trata-se de uma ação que se antecipa ao momento de maior queda nas temperaturas, quando há o aumento da procura de pacientes com sintomas e queixas de doenças respiratórias. Isso se soma também à maior epidemia de dengue da história no País”, diz a prefeitura em nota.

Os anexos atenderão o público adulto, funcionando das 7 às 19 horas – horário de pico e de maior procura. Os atendimentos pediátricos seguem sendo realizados nos dois PSs, nos espaços de pediatria já implantados.

MAIS PROFISSIONAIS

Além da implantação dos anexos, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste reforçou o número de médicos que atendem nos prontos-socorros do Município.

Além de médicos, mais 55 novos profissionais de Saúde foram convocados para atuação nos prontos-socorros. Os enfermeiros e técnicos de enfermagem se juntam aos médicos e demais profissionais que atuam nos PSs para a ampliação dos serviços ofertados.

PEDIATRIA

Segundo Piovezan, há estudos mais amplos sendo feitos para a ampliação dos espaços pediátricos dos dois prontos-socorros, diminuindo a sobrecarga desses espaços. “Tudo isso como resposta a esse desafio que a gente vem passando”, diz.

No último sábado (8), com o exemplo de superlotação acontecendo, uma briga movimentou o Edson Mano, após um pai alegar que os médicos não queriam atender sua filha. Segundo esse pai, os médicos pediatras teriam tratado os pacientes com agressividade.

De acordo com a a Administração Municipal, a confusão teria iniciado a partir do pai, e que os médicos não o queriam dentro do consultório após a briga. Foi necessário a confusão de agentes da guarda para sanar a discussão. Após o fim da discussão, a criança, com a mãe, foi atendida e medicada.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também