domingo, 21 julho 2024

Prefeitura de Hortolândia explica mudança na merenda

A Prefeitura de Hortolândia divulgou ontem um comunicado para negar informações divulgadas em sites e redes sociais de que Administração irá deixar sem merenda escolar a partir do próximo mês milhares de estudantes das escolas estaduais da cidade.

A prefeitura confirmou no comunicado que a merenda passará a ser de responsabilidade do Governo do Estado, sem qualquer participação da Administração Municipal, mas afirmou que isso só ocorrerá a partir do ano que vem. “Nada muda para os cerca de 25 mil matriculados em unidades da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, nem nas entidades sociais cadastradas, que prestam auxílio a crianças e jovens em idade escolar. A única mudança que vai ocorrer é que, nas escolas estaduais, o fornecimento será feito pelo Governo do Estado, a partir de 2020”.

Nas escolas do Estado, 19.400 alunos recebem a merenda, inclusive os estudantes da Etec (Escola Técnica) Hortolândia, vinculada ao Centro Paula Souza (do governo estadual).

A prefeitura informou já ter comunicado o Governo do Estado sobre a decisão, que visa conter gastos, uma vez que a prefeitura banca 60% do valor da refeição servida nas escolas estaduais, cabendo ao Estado investir os 40% restantes.

“O Governo do Estado já iniciou o processo de licitação para contratar a empresa que fornecerá a alimentação nas escolas estaduais. Nenhuma criança ou jovem das escolas de Hortolândia ficará sem a alimentação escolar. Nas escolas municipais, que atendem cerca de 25 mil alunos, a merenda continua sendo servida pela prefeitura. E, temos certeza, mesmo com a mudança, a qualidade será a mesma em todos os estabelecimentos de ensino do Município”, afirmou o prefeito Angelo Perugini (PDT).

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também