PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Prefeitura retoma 328 sepulturas em Santa Bárbara

Donos que não fizeram recadastramento têm concessões cassadas

A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste cassou a concessão de 328 sepulturas consideradas abandonadas no Cemitério Campo da Ressurreição (Central). Os responsáveis pelos túmulos não atenderam ao prazo de 60 dias, dado pelo município, para se recadastrarem na administração e executar as reformas e com isso perderam os jazigos, há duas semanas. 

PUBLICIDADE

Cada terreno no local custa hoje cerca de R$ 12 mil. Uma nova concessão de todos esses lotes pode render cerca de R$ 4 milhões ao município. 

O edital de convocação dos concessionários foi publicado no início de setembro e ficou à disposição dos interessados no site oficial da prefeitura. Além da publicação, houve tentativas de notificação dos proprietários por telefone e carta registrada. A maioria dos registros, no entanto, não tinha sequer um nome cadastrado como responsável. 

PUBLICIDADE

No período concedido para regularização, 170 proprietários se apresentaram para manter a posse dos túmulos. Eles tiveram de preencher um cadastro atualizado e executar obras no local. Não haverá um novo prazo para adequação. 

Os restos mortais sepultados nos 328 lotes com a concessão revogada serão removidos ou incinerados. Segundo a Administração, a medida é necessária “para manutenção da segurança de pessoas e de bens e à salubridade dos cemitérios”. A prefeitura não informou se essas medidas já foram adotadas. 

PUBLICIDADE

Além do Cemitério Central, a Prefeitura de Santa Bárbara opera o Cemitério da Paz (Cabreúva), no Jardim Santa Cecília. 

 

Por Walter Duarte

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This