domingo, 19 maio 2024
INCENTIVO À LEITURA

Projeto Achei um livro espalha obras literárias em Hortolândia e concorre a prêmio internacional

Ação da Prefeitura espalhará 40 livros no Parque Chico Mendes, nesta sexta-feira (12/04), a partir das 9h; Projeto disputa com outras bibliotecas do mundo prêmio concedido pela UNESCO
Por
Redação
Foto: Divulgação

Esta sexta-feira (12/04) poderá ser o seu dia da sorte. Você poderá encontrar uma obra literária graças ao projeto Achei um livro, promovido pela Prefeitura de Hortolândia. A ação acontece, a partir das 9h, no Parque Socioambiental Chico Mendes, localizado na região central, entre as avenidas Olivio Franceschini e Santana. Serão espalhados 40 títulos, de variados gêneros literários de ficção e não ficção.

O projeto é realizado pela Biblioteca Municipal Terezinha França de Mendonça Duarte, órgão da Secretaria de Cultura. A ação espalha aleatoriamente livros em espaços públicos da cidade. O coordenador da biblioteca, Rafael Antonio da Silva, explica que os livros são deixados em locais visíveis, como bancos, mesas, árvores, dentre outros.

A ideia é fazer com que os livros sejam encontrados ao acaso pelas pessoas que, porventura, estiverem passando no local. Portanto, quem tiver a sorte de achar um dos livros, pode pegá-lo e levá-lo. O coordenador reforça que os livros não ficam escondidos, e nem se trata de uma brincadeira do tipo “caça ao tesouro”.

Os livros estão em embrulho de presente com identificação da biblioteca. Cada embrulho tem um adesivo colado que informa qual é o gênero literário do livro. O objetivo do projeto é aguçar a curiosidade das pessoas e estimular nelas o gosto pela leitura e, a partir daí, formar novos leitores e divulgar a própria biblioteca.

O coordenador solicita para que cada pessoa encontre e pegue apenas um livro a fim de possibilitar que outras pessoas também possam ter a sorte de achar uma das obras literárias. Outra orientação do coordenador é para quem for acompanhado de crianças não deixá-las desacompanhadas no parque, evitando assim que se percam no local.

Quem achar um dos livros, poderá postar foto ou vídeo com as hashtags #acheiumlivrohortolandia ou #bibliotecacentralhto e marcar no Instagram da biblioteca e da Secretaria de Cultura, ou ainda no BiblioZap, serviço de atendimento via WhatsApp da biblioteca municipal, cujo número é (19) 99976-7880.

PRÊMIO INTERNACIONAL

O projeto Achei um livro obtém, novamente, reconhecimento internacional. Desta vez, o projeto foi indicado para concorrer na 9ª edição da IFLA Green Library Award (Prêmio IFLA Biblioteca Verde), premiação promovida pela IFLA (International Federation of Library Associations and Institutions). A entidade reúne bibliotecas públicas e particulares do mundo e é vinculada a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

A premiação, formada por duas categorias, visa reconhecer ações e projetos, desenvolvidos por bibliotecas de diferentes países do mundo, que contribuam com o meio ambiente e a sustentabilidade.

O projeto Achei um livro foi indicado na categoria “Best Green Library Project” (“Melhor projeto de livraria verde”). No total, a lista de indicados na categoria reúne 16 bibliotecas concorrentes de diferentes países do mundo, dentre os quais China, Alemanha, Espanha, Estados Unidos, Ucrânia, Irlanda, dentre outros. A Biblioteca Municipal Terezinha França de Mendonça Duarte, órgão da Prefeitura de Hortolândia, é uma das duas representantes do Brasil na categoria.

De acordo com o coordenador Rafael Antonio da Silva, em maio a IFLA deve divulgar a lista dos finalistas da categoria. O anúncio do vencedor está previsto para ser feito em outubro.

O coordenador explica que o projeto foi indicado por promover a reutilização de livros usados, o que contribui para a redução de descarte de resíduos sólidos. Essa é uma das metas estipuladas pelos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas). As obras literárias espalhadas pelo projeto Achei um livro são oriundas de doações recebidas pela Biblioteca Municipal de Hortolândia. O projeto também utiliza títulos excedentes do acervo da biblioteca.

Para o coordenador Rafael Antonio da Silva, a indicação do projeto ao prêmio da IFLA é uma grande conquista para Hortolândia por destacar o município em âmbito internacional. “Essa indicação fortalece a importância do papel e do trabalho das bibliotecas públicas brasileiras, como é o caso da biblioteca municipal de Hortolândia, no cenário internacional. A premiação da IFLA busca valorizar ações realizadas por bibliotecas do mundo em questões ambientais e de sustentabilidade. Esses temas são prioridades para a Prefeitura, que tem desenvolvido várias ações para consolidar Hortolândia como cidade inteligente e sustentável”, salienta o coordenador.

Em 2022, o projeto Achei um livro já havia recebido uma menção honrosa da IFLA. O projeto foi criado em 2018 com o objetivo de estimular o hábito da leitura e promover a biblioteca municipal.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também