sexta-feira, 19 julho 2024

Rodrigo Garcia ‘turbina’ prefeitos e já destinou R$ 5,4 bi para região

Pré-candidato à reeleição assumiu o estado em abril e enviou bilhões para Prefeituras da região de Campinas 

DESDE ABRIL | Governador Rodrigo Garcia (PSDB) tem turbinado prefeitos da região (Foto: Divulgação)

Pré-candidato à reeleição, o governador Rodrigo Garcia (PSDB) assumiu o estado de São Paulo em abril e desde sua posse “turbina” prefeitos e destinou ao menos R$ 840,2 milhões para a microrregião de Americana, segundo informações das secretarias estaduais do governo. Os recursos são para áreas como Saúde, Habitação e investimentos para pessoas com deficiência. Para a Região Administrativa de Campinas, foram destinados pelo menos R$ 5,4 bilhões. O levantamento foi feito pelo TODODIA junto às pastas estaduais.

Segundo a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, foram adquiridos equipamentos nos valores de R$ 10,6 milhões, que fazem parte do Programa Cidade Acessível. Americana, Hortolândia, Santa Bárbara d’Oeste, Sumaré, Engenheiro Coelho, Indaiatuba, Itatiba, Morungaba, Santa Gertrudes e Santo Antônio de Posse receberam academia adaptada, com investimento de R$ 456 mil. Já para as cidades Sumaré, Hortolândia, Santa Bárbara d’Oeste e Engenheiro Coelho foram entregues cadeiras de trilha adaptadas, a um custo de R$ 131,6 mil. Apenas Santa Bárbara d’Oeste recebeu uma cadeira anfíbia, no valor de R$ 30 mil. Americana, Campinas, Piracicaba, Morungaba e Valinhos, receberam vans adaptadas e um convênio foi fechado com mais dez municípios, incluindo Hortolândia, Sumaré e Santa Bárbara d’Oeste, totalizando R$ 9,6 milhões em investimentos. Já em Campinas, com um custo anual de R$ 612 mil, foi entregue e inaugurado o Polo de Empregabilidade Inclusiva e o Centro de Apoio Técnico para Atendimento de Pessoas com Deficiência.

Em conjunto com a Secretaria de Estado da Habitação e CDHU, o governo de São Paulo possui duas obras em andamento de unidades habitacionais em Santa Bárbara, onde foram gastos R$ 3,1 milhões, e Itatiba, com um custo de R$ 7,2 milhões. Em obras finalizadas foram investidos R$ 38,2 milhões nas cidades de Morungaba e Vinhedo. Oito municípios conveniados recebem um valor estimado de R$ 29,2 milhões, sendo eles Nova Odessa (R$ 10 milhões) e Santa Bárbara d’Oeste (R$ 19,2 milhões). Já para as 11 cidades que fazem parte do Programa Especial de Melhorias foram disponibilizados R$ 200 mil para Vinhedo, R$ 250 mil para Artur Nogueira, R$ 300 mil para Hortolândia, Santa Bárbara d’Oeste e Holambra e R$ 500 mil para Americana, Santo Antônio de Posse e Morungaba, um total de R$ 2,8 milhões. O programa Nossa Casa Apoio, que engloba Sumaré (R$ 1,6 milhão), Hortolândia (R$ 6,5 milhões), Santo Antônio de Posse (R$ 1,2 milhões), São João da Boa Vista (R$ 1 milhão), Aguaí (R$ 320 mil), Americana (R$ 16,3 milhões) e Indaiatuba (R$ 13 mil), teve mais de R$ 29,9 milhões em verbas disponibilizadas. No programa Vida Longa, Americana teve investimento estimado de R$ 4,9 milhões.

SAÚDE

De acordo com a Secretaria de Saúde do estado, três cidades receberam diretamente verbas do governo estadual, sendo elas Americana, Sumaré e Campinas. A cidade americanense irá receber um repasse anual de R$ 5,5 milhões para o custeio da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), enquanto Campinas e Sumaré receberam R$ 2 milhões para custeio de novos leitos no Hospital Regional da Unicamp e Hospital Estadual. Campinas ainda irá receber um repasse de R$ 12 milhões para manter o Instituto de Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço da Unicamp. O Departamento Regional de Saúde de Campinas também recebeu mais de R$136,5 milhões para investimentos e custeio da área de saúde. O estado ainda investiu R$ 350 milhões do Tesouro Estadual nas cidades para cirurgias. 

A Secretaria de Desenvolvimento Regional informou que na região administrativa foram investidos, aproximadamente, R$ 400 milhões. Na microrregião de Americana são R$ 88,1 milhões em verbas para o desenvolvimento. Em Americana, foram disponibilizados R$ 2,9 milhões e R$ 500 mil em Nova Odessa para infraestrutura urbana. Hortolândia recebeu R$ 750 mil voltados para aquisição de máquinas e equipamentos e reforma de praça esportiva. Já para Santa Bárbara d’Oeste foram R$ 8,4 milhões para três reformas de praças públicas e obras de infraestrutura urbana.

Segundo os dados disponibilizados pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, só em Americana e região foram investidos R$ 671,2 milhões. Hortolândia recebeu R$ 9,1 milhões para obra da Estação de Tratamento de Água Boa Esperança. Em Santa Bárbara d’Oeste, foram mais de R$ 11,6 milhões para a Estação de Tratamento de Lodo (ETL) da ETA II e substituição de adutora de água tratada da ETA V, enquanto para Sumaré foram disponibilizados R$ 577,9 mil voltados para a gestão e proteção dos recursos hídricos e restauração de matas ciliares. Paulínia recebeu R$ 54,8 milhões para uma obra na Estação de Tratamento de Esgoto.

Em conjunto com mais 13 cidades, Americana, Hortolândia e Nova Odessa receberam R$ 649,8 milhões para a construção de poço com reservatório.

Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também