Domingo, 26 Junho 2022

Santa Bárbara d'Oeste registra a primeira morte por dengue no município

Santa Bárbara d'Oeste registra a primeira morte por dengue no município

Santa Bárbara d'Oeste confirmou, hoje, a primeira morte por dengue no município. A Vigilância Epidemiológica informou que o laudo da aposentada Maria

Santa Bárbara d'Oeste confirmou, hoje, a primeira morte por dengue no município. A Vigilância Epidemiológica informou que o laudo da aposentada Maria Ferreira dos Santos, de 74 anos, que morreu no dia 3 de maio, teve resultado positivo para dengue tipo 2, mas não trata-se de classificação hemorrágica. Essa classificação permanece em avaliação.

A mulher, que residia no Jardim Europa, zona leste do município, ficou internada três dias no Pronto-Socorro Dr. Edison Mano, na Vila Maria, aguardando a transferência para um hospital, mas não resistiu. Foi sepultada no Cemitério Parque Gramado, em Americana.

A filha Janete afirmara, no velório, que a causa da morte da mãe era dengue. “Ela não tinha nada, era forte, e o primeiro médico que a atendeu informou que era dengue”, declarou à época. A filha disse que a mãe quando chegou no pronto-socorro já estava debilitada, quase não tinha força para andar, e estava tomando diversos medicamentos, entre eles, complexo B, dipirona, tramal, plasil e dramin.

VENDEDORA: LAUDO NEGATIVO

Já o outro caso de morte suspeita da vendedora Eliane Fantausse Pereira, de 43 anos, apresentou resultado laboratorial negativo para dengue, de acordo com a Vigilância Epidemiológica. Eliane morreu no dia 5 de maio e morava no bairro Cidade Nova II.

No dia de sua morte, segundo a Prefeitura, ela deu entrada no Pronto-Socorro Dr. Edison Mano às 23h no sábado e morreu por volta de 1h de domingo. A vítima era separada, deixou dois filhos e foi sepultada no Cemitério da Paz, em Santa Bárbara d'Oeste.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/