Sábado, 28 Mai 2022

Santa Bárbara d'Oeste tem 6º pior isolamento do Estado

Santa Bárbara d'Oeste tem 6º pior isolamento do Estado

Santa Bárbara d'Oeste registrou nova queda, foi a 42% e teve o sexto pior índice de isolamento do Estado nesta quinta-feira (21), dentre os 104 municí

Santa Bárbara d'Oeste registrou nova queda, foi a 42% e teve o sexto pior índice de isolamento do Estado nesta quinta-feira (21), dentre os 104 municípios paulistas mais populosos, conforme divulgado nesta sexta (22) pelo Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo. O índice de isolamento social no Estado é atualizado diariamente. 

Dentre os municípios da região, só Santa Bárbara teve queda, de um ponto percentual. O município tinha registrado 42% pela última vez na sexta-feira passada (15) e já chegou a registrar 40% de isolamento. 

Nesta quinta (21), os piores índices do Estado foram de Araçatuba, Lins e Presidente Prudente, com 40%, seguidos de Araraquara e Ourinhos, com 41%. Além de Santa Bárbara, tiveram 42% de isolamento Barretos, Botucatu, Itapeva, Jandira, Jundiaí, Limeira e Piracicaba. 


OUTRAS CIDADES 

Na região, Americana, Hortolândia e Sumaré estão com índice ligeiramente maior que o de Santa Bárbara, mas aumentaram seus índices de quarta (20) para quinta (21). Nova Odessa não faz parte do levantamento. Americana tinha 43% e foi para 44%. Hortolândia foi de 44% para 45%, mas já registra sua pior semana desde o início da quarentena. 

Sumaré também foi de 44% para 45% e apresenta melhoria nesta semana em relação a anterior. Semana passada Sumaré teve de segunda a quinta, respectivamente, 43%, 42%, 41% e 41%. Nesta semana, registrou 45%, 44%, 44% e 45%. 

Na RMC (Região Metropolitana de Campinas), Itatiba teve 43%, Paulínia 44%, Campinas e Valinhos 47%, Indaiatuba 48% e Vinhedo 49%. Em todo o Estado, o índice se manteve nos 49%. A Capital, que passa por feriado prolongado proposital para tentar aumentar o índice, teve aumento de um ponto percentual, chegando a 52%, sexto melhor índice de quinta (21). Só São Sebastião, com 62%, e Ubatuba, com 58%, registraram índices acima dos 55% preconizados por especialistas de saúde como mínimo necessário para uma possível flexibilização da quarentena em junho, segundo o Governo do Estado. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 28 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/