quinta-feira, 23 maio 2024

Servidora é presa acusada de destruir nota sob investigação

Uma servidora pública concursada da Prefeitura de Artur Nogueira foi presa ontem sob acusação de destruir um documento público solicitado em investigação do MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo). A prefeitura informou que irá investigar o caso em uma sindicância.
O caso ocorreu quando um oficial do Ministério Público foi até um setor da administração municipal para ter acesso a documentos requisitados pelo promotor que investiga o caso. A funcionária foi flagrada picotando documentos solicitados.
A Promotoria informou que trata-se de uma apuração preliminar que tinha por objetivo o acesso a notas fiscais, mas não deu detalhes sobre a investigação.
Foi solicitado um mandado de busca e apreensão das notas e haverá tentativa de reconstituição do material cortado.
A Prefeitura de Artur Nogueira comunicou, em nota, que tomou conhecimento do ocorrido com a funcionária pública concursada e que irá instaurar uma sindicância interna para tomar as medidas cabíveis. “Ressaltamos ainda que a prefeitura se coloca à disposição do Ministério Público para colaborar nas investigações”.
O nome da servidora não foi divulgado pelo MP-SP. A Polícia Civil informou que ela permeceu presa, na noite de ontem.
Receba as notícias do Todo Dia no seu e-mail
Captcha obrigatório

Veja Também

Veja Também